Publicidade

Rio São Francisco entre a escassez para o consumo e a fartura para o desperdício

Em Itaparica a água é escassa para irrigação
Escassa para sistemas de abastecimento humano
Escassa para navegação, piscicultura e lazer
Farta para desperdício

O ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, e a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, realizam, nesta quarta-feira (22), visita técnica às obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco, em Pernambuco. A visita prevista para acontecer às 10h, no Eixo Leste da Transposição, em Floresta, na Estação de Bombeamento 1 (EBV 1), tem como trazer os ministros para acompanhar os testes de bombeamento da estrutura.

Os testes de bombeamento da água do Lago de Itaparica para o canal da Transposição, divulgados há duas semanas, provocaram indignação em Petrolândia, cidade vizinha a Floresta, onde os produtores rurais já enfrentam dificuldades para irrigação, diante da baixa vazão do rio e queda no volume da represa. Houve bloqueio da entrada do canteiro de obras da EBV1, iniciado na manhã do sábado (11). A liberação envolveu uma negociação com o ministro Francisco Teixeira com líderes de Petrolândia e a presença de tropa da Força Nacional, para desocupação da área e realização dos testes "de uma maneira ou de outra", a fim de encher a barragem de Areias. Os manifestantes deixaram claro não ser contra a obra da Transposição, mas totalmente contrários à realização de testes com água retirada do lago num período em que o líquido é escasso ao longo do rio e pelo fato de a água se destinar ao desperdício, por evaporação.

Desbloqueada a entrada do canteiro de obras, na segunda-feira passada (13), trabalhadores da obra sinalizaram que os testes de bombas falharam em suas primeiras tentativas. O Ministério da Integração desmentiu em nota, afirmando que foram bem sucedidos. Sanados os problemas técnicos iniciais, encheu-se o trecho previsto do canal. Pouco depois, chegam notícias de que a barragem de Areias não suportou o volume de água. Rompeu-se a estrutura improvisada com sacos de areia, montada para bloquear a passagem da água adiante. Paredes do canal teriam sido danificadas e o trabalho seguia ininterrupto para consertar a estrutura e encher novamente a barragem para uma suposta visita da presidente do Brasil às obras.

Na manhã desta quarta-feira (22), chegou uma nova informação, em denúncia: "na obra da transposição do rio São Francisco ESTOUROU uma parte dela (barragem), onde se derramam muitos, muitos litros de água, o pouco que nos resta. A pessoa que me falou (trabalhador da obra) disse que ninguém tomou providência para tampar e acabar com o desperdício da água, que está sendo jogada no mato, os peões que trabalham nesse Eixo estão revoltados por isso, mas não podem fazer nada. Sei que fora já está cheio de água, um desperdício que vai nos custar caro", afirma indignada nossa leitora, indicando que os trabalhadores têm medo de se identificar, por receio de perderem seus empregos.

Apesar do mau exemplo federal no desperdício de recursos escassos, os participantes do movimento Salve o Rio São Francisco se mobilizam em Petrolândia para realizar campanhas de educação ambiental. Poupar água e energia elétrica deve ser um hábito incorporado ao cotidiano da comunidade e não uma medida emergencial, tomada apenas em casos extremos. A emergência, infelizmente, já se instalou e é preciso agir antes que a água se vá completamente, antes que reste à população esperar por chuvas incertas nos lugares certos ou pelo caminhão pipa, e antes que se iniciem os protestos provocados pelo desabastecimento, como acontecem quase diariamente em Itu (SP).

Enquanto isso, acompanhamos dos níveis das barragens que abastecem nossa região: Sobradinho e Itaparica. O último boletim da Chesf foi disponibilizado pela ANA-Agência Nacional de Águas na segunda-feira (20). Sobradinho se aproxima dos 20% de volume útil: começou a semana com volume estimado em 23,71%. A última informação sobre Itaparica é do domingo (19), quando foram estimados 17,39% de volume útil.



A título de curiosidade, também no domingo (19), a represa de Três Marias estava com 3,74% de seu volume útil, com afluência de 38m³/s e defluência de 135m³/s. Segundo previsão do Governo, a usina hidrelétrica de mesmo nome será paralisada quando o volume desta represa cair para 2%. Em setembro, quando o nível da represa ainda era superior a 5%, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) afirma que não se observava uma situação tão ruim desde 2001, conhecido como "o ano do apagão" no Brasil, quando o armazenamento do reservatório chegou a 8%. É a pior seca do rio na região em 84 anos, ou seja, desde o início das medições do São Francisco.
Esta semana tem sido de chuva em algumas regiões de Minas Gerais, mas ainda não está afastada a previsão de novembro ser mais um mês de finados para o rio São Francisco e, para os ribeirinhos.

Barragem de Sobradinho
Data Vol.útil(%) Qaflu(m³/s) Qdeflu(m³/s)
30/09 29,95 330 1.150
01/10 29,72 330 1.129
02/10 29,49 330 1.135
03/10 29,27 330 1.070
04/10 28,97 330 1.134
05/10 28,67 330 1.129
06/10 28,38 330 1.131
07/10 28,08 330 1.137
08/10 27,79 330 1.141
09/10 27,50 290 1.130
10/10 27,21 290 1.051
11/10 26,85 290 1.207
12/10 26,49 290 1.222
13/10 26,06 290 1.337
14/10 25,71 290 1.424
15/10 25,36 290 1.332
16/10 25,01 290 1.129
17/10 24,66 290 1.292
18/10 24,39 290 1.141
19/10 24,11 290 1.152
*20/10 23,71 S/INF. S/INF
(*) medição às 06h00

Barragem de Itaparica
Data Vol.útil(%) Qaflu(m³/s) Qdeflu(m³/s)
30/09 18,65 1.000 1.278
01/10 18,65 1.010 1.170
02/10 18,09 1.000 1.017
03/10 18,09 1.019 1.019
04/10 18,65 1.130    919
05/10 18,82 1.140 1.071
06/10 18,65 1.100 1.175
07/10 18,29 1.010 1.243
08/10 17,75 1.010 1.167
09/10 17,19 1.030 1.108
10/10 16,82 1.050 1.221
11/10 16,82 1.038 1.038
12/10 17,02 1.050    973
13/10 16,82 1.020 1.099
14/10 16,46 1.040 1.185
15/10 17,02 1.150 1.129
16/10 16,46 1.110 1.110
17/10 16,29 1.260 1.524
18/10 16,82 1.240 1.017
19/10 17,39 1.190   960
20/10 S/INF. S/INF. S/INF
Qaflu(m³/s) representa o volume de água que chega à represa em metros cúbicos por segundo
Qdeflu(m³/s) represa o volume de água que sai da represa em metros cúbicos por segundo


Notícias relacionadas:
>Ministros fazem visita técnica às obras da Transposição em Floresta nesta quarta-feira
>Testes da Transposição são inadequados agora, por conta da seca. Água transposta vai evaporar, sem uso, diz prefeito de Petrolândia
>Ministério nega falha em testes da transposição do Rio São Francisco
>Entrevista do ministro da Integração, Francisco Teixeira, sobre a situação do Lago de Itaparica e ações emergenciais para o Perímetro Irrigado
>Lideranças de Petrolândia reúnem-se com minístro da Integração e decidem por manutenção do bloqueio de acesso à Transposição
>Baixa do nível do Lago de Itaparica causa perda ou dificuldade de acesso à água pelos produtores rurais
>Padre Luciano Aguiar, da Paróquia de Inajá, engaja-se no manifesto na Transposição
>Em Floresta, ministro da Integração negocia com manifestantes desbloqueio de obra da Transposição
>Acesso à Transposição em Floresta é bloqueado por caravana de produtores de Petrolândia
>População de Petrolândia fará protesto neste sábado contra primeiros testes da transposição do São Francisco
>Salve o Rio São Francisco: primeira reunião do grupo de discussão da crise no Lago de Itaparica acontece hoje no Centro Cultural, em Petrolândia
>Após visita à Chesf, prefeito de Petrolândia desabafa: "A preocupação é a produção de energia e não o consumo humano"
>Petrolândia: Produtores rurais reúnem-se com superintendente regional da Codevasf para discutir problemas do perímetro irrigado
>Prefeito de Petrolândia, Lourival Simões, divulga nota à imprensa sobre a situação do Lago de Itaparica
>Boletim da ANA divulga Itaparica com 17,75% de volume útil na quarta-feira (08)
>Prefeito de Petrolândia vai ao Recife tratar da situação do Lago de Itaparica com os órgãos competentes
>Bacia do São Francisco: Sobradinho tem 26,92% de volume útil e Itaparica 18,65%
>Bacia do São Francisco: Barragem de Sobradinho tinha 27,50% e Itaparica 18,89% de volume útil neste domingo (05)
>Acompanhamento da situação da Represa de Itaparica
>Prefeito de Petrolândia, Lourival Simões, sobre redução de volume da represa de Itaparica: "A gestão do próximo prefeito já está prejudicada antes mesmo de iniciar''
>Situação caótica faz com que produtores rurais realizem mutirão para desobstruir o canal de abastecimento às Agrovilas da Reta
>Vida do rio São Francisco é destaque na Missa dos Pescadores, celebrada após a Procissão nas águas
>Represa de Itaparica, em Petrolândia-PE, está com apenas 20% de volume útil, mas reina o silêncio
Redação do Blog de Assis Ramalho
Dados: ANA-Agência Nacional de Águas, Integração Nacional e ClimaTempo

Comentários

Publicidade