Publicidade

Ministro vistoria obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco em Pernambuco e no Ceará

Segundo o ministro Francisco Teixeira, obra está totalmente mobilizada para ser entregue em 2015.

No segundo dia de vistoria as obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco, o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, acompanhado por empresários e representantes de sindicatos, monitorou o andamento da construção de duas Estações de Bombeamento (EBI-1 e 3), entre Cabrobó (PE) e Salgueiro (PE), e a barragem Jati, em Jati (CE), localizadas no Eixo Norte. Com mais de 9.500 trabalhadores contratados para atuarem nas obras, o Ministério da Integração Nacional prevê ainda o aporte de mais profissionais. Segundo o ministro, serão abertas novas frentes de trabalho no Eixo Leste no próximo mês. “Temos 2 mil trabalhadores atuando neste trecho. Chegaremos a mais de 3 mil em abril e mais de 10 mil no total da obra. A obra está totalmente mobilizada, para concluir em 2015”, afirma Teixeira.

A comitiva, formada por cerca de 30 empresários nordestinos, foi convidada pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) para conhecer de perto o Projeto de Integração do Rio São Francisco. Além de empresários cearenses, participaram também integrantes da Federação da Agricultura e da Pecuária do Rio Grande do Norte (FAERN).

A Estação de Bombeamento (EBI 1) é a primeira elevatória do Eixo Norte. Neste mês de março, o Ministério da Integração Nacional iniciou a montagem das duas bombas dessa estrutura. Cada equipamento (bomba) pesa cerca de 100 toneladas, o equivalente a 100 veículos populares. O processo de montagem dos equipamentos (bombas) é iniciado conforme as estações são concluídas.

Ao todo, três Elevatórias estão em construção 24 horas por dia entre os municípios pernambucanos de Salgueiro e Cabrobó. As estruturas vão elevar a água em 176 metros acima do nível do rio São Francisco – altura que pode ser comparada a um prédio de 58 andares. Cerca de 1.100 trabalhadores estão contratados para atuarem nesses serviços. As Estações são responsáveis por elevar a água do rio São Francisco, que serão conduzidas pelos canais que vão beneficiar os estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba.

As Estações de Bombeamento (EBI 1 e 3) fazem parte da Meta 1Norte. Já a Barragem Jati integra um conjunto de seis barragens que serão construídas na Meta 2N do empreendimento. Com 1.430 profissionais contratados, as atividades dessa etapa (Meta 2N) também funcionam em três turnos de serviço.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. Formado por dois canais que somam 477 quilômetros lineares, a Integração do Rio São Francisco também envolve a construção de 14 aquedutos, nove Estações de Bombeamento, 27 reservatórios e quatro túneis para transporte de água. O projeto vai garantir a segurança hídrica de mais de 12 milhões de pessoas em 390 cidades de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Integração Nacional  
Foto: Claudio Isaac/Ascom MI

Comentários

Publicidade