Publicidade

Polícia Civil em Petrolândia não adere à greve

Delegado Roberto Fonseca
Com a decretação de greve na Polícia Civil de Pernambuco, a população do Estado está preocupada com o que pode vir a acontecer na segurança pública. 

Delegacia de polícia de Petrolândia
Na manhã desta terça-feira(24) a reportagem do Blog de Assis Ramalho entrou em contato com o delegado de polícia de Petrolândia, Dr. Roberto Fonseca. Ele informou que os policiais de Petrolândia não aderiram à greve. "Nossos trabalhos vão continuar normalmente, até porque a greve foi decretada ilegal pelo TJPE", disse o delegado.

A greve dos policiais civis, anunciada na semana passada e iniciada nesta segunda-feira (23), foi considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A Justiça determina o retorno imediato de todos os serviços da coporação. O descumprimento da determinação acarretará multa diária de R$ 20 mil para o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol).

O pedido de declaração de ilegalidade foi feito pelo Estado de Pernambuco. A ação tramita da Corte Especial do TJPE. A determinação do retono às atividades tem caráter liminar, uma vez que o mérito aubda será julgado. Cláudio Marinho garante que o Sinpol cumpriu todos os itens de greve exigidos pela lei específica. "A categoria já esperava por isso. Até agora, foram cinco meses de negociações frustradas".

Da redação do Blog de Assis Ramalho

Comentários

Publicidade