domingo, 17 de junho de 2018

Velha Petrolândia, uma saudade que não passa; momentos de recordação neste domingo 17 de junho de 2018

Velha Petrolândia em Fatos & Fotos: Último desfile de 07 de Setembro da Velha Petrolândia
Velha Petrolândia em Fatos & Fotos: Festa de São João na Escola Maria Cavalcante Nunes [Aliança] no início da década de 70. Na foto a professora Dona Santinha em meio aos alunos Jadilson Ferraz (lenço vermelho), Ana de Aurino, Fernanda de Otacílio Mangueira, George [filho de Dr. Jurandir - juiz de Direito da cidade], entre outros

Neste domingo, 17 de junho de 2018, o Blog de Assis Ramalho vai no fundo do baú e mostra duas fotos para nos lembrar da nossa saudosa velha Petrolândia, hoje submersa nas águas do rio São Francisco.

História de Petrolândia
A colonização da região começou no século XVIII, quando foram fundadas as fazendas Brejinho da Serra e Brejinho de Fora. Os primeiros núcleos de povoamento surgiram onde havia uma frondosa árvore de jatobá e um bebedouro para o gado. Por causa disso, o povoado ficou conhecido como Bebedouro de Jatobá.

Em 1877, a região recebeu a visita do Imperador D. Pedro II, que ordenou a construção de um cais e de uma ferrovia que ligava economicamente o alto e o baixo São Francisco.

Em 1887, a sede do município de Tacaratu é transferida para o povoado de Jatobá que, mais tarde, seria elevada à categoria de cidade em 1 de julho de 1909. O município recebeu a atual denominação em homenagem ao Imperador D. Pedro II.

A história do município passou por uma enorme transformação nos anos 80 devido à construção da Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga (também conhecida como Usina Hidrelétrica de Itaparica), que resultou na inundação da antiga cidade pelo lago de Itaparica e obrigou a transferência dos moradores para a atual cidade em 1988. O município de Petrolândia vem se tornando nos últimos anos um dos mais importantes da região.

Redação do Blog de Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário