Publicidade

Exposição Nordestina de Animais abre as portas para expositores de todo o Brasil

Após 14 anos expositores voltam à Pernambuco

No próximo domingo (16) será realizada a abertura da 73ª edição da Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados (ENAPD), no Parque Prof. Antônio Coelho - Parque do Cordeiro - no Recife. O evento que vai até 23 de novembro deverá registrar novos recordes de público e em negócios realizados. A solenidade de abertura contará com as presenças do governador João Lyra Neto, do secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Aldo Santos e do presidente da Sociedade Nordestina de Criadores, Emanuel Rocha.

Para Aldo Santos, este ano promete ser uma das maiores exposições dos últimos anos. “Com Pernambuco considerado área livre de febre aftosa por vacinação, além da feira tradicional, serão realizadas, pela primeira vez, as exposições nacionais das raças de ovinos Santa Inês e caprinos Boer e Anglo Nubiano. Essa mostra é, reconhecidamente, uma grande vitrine para o apresentação dos resultados na melhoria genética de nosso rebanho, contribuindo para o desenvolvimento econômico do Estado como um todo", declarou.

Em razão dessa medida, o evento deverá contar com um número bem maior de pecuarista de outros Estados. Diferente das últimas 14 edições, a Exposição contará com animais de outros estados do Brasil como Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, São Paulo e Goiás, além de expositores de todo o Nordeste. Mais de 8 mil animais estarão em exposição, a expectativa é de gerar um volume de negócios superior aos R$ 50 milhões.

O evento conta com uma diversificada praça de alimentação, oferecendo pratos típicos e regionais, artesanato, além produtos da reforma agrária e agricultura familiar. Bem como 150 estandes com exposições e vendas de máquinas, tratores, veículos leves e utilitários, motos, equipamentos de irrigação, coleta e resfriamento de leite e implementos agrícolas. Um público de 400 mil pessoas é esperado nos oito dias da Feira que será aberta das 8h à meia-noite. A entrada é grátis.

Assessoria de Comunicação/Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária

Comentários

Publicidade