Publicidade
ESTE BLOG ESTÁ EM REFORMA. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO.

Petrolândia: Caldo afrodisíaco faz da pirambeba um peixe valorizado na pesca do Rio São Francisco




A pirambeba, espécie de piranha presente no Rio São Francisco, encontrou no Lago de Itaparica um ambiente favorável à reprodução. Em Petrolândia, no Sertão de Pernambuco, uma das cidades às margens do lago, o peixe bastante apreciado entre os pescadores da região ganhou grande destaque nacional, após ir ao ar matéria de televisão que mostra a pescaria, o preparo e a degustação do caldo da pirambeba que, segundo o pescador sexagenário José Auguedi, possui propriedades afrodisíacas.

Um dos projetos da Prefeitura de Petrolândia, em Parceria com o SENAC, através da Unidade Móvel de Turismo e Hospitalidade, atualmente instalada no município para oferecer diversos cursos na área da gastronomia, é o aproveitamento da produção local de alimentos, a exemplo do coco e do peixe, como base para novos pratos. Na tarde dessa quinta-feira (06), o projeto reuniu pescadores e apreciadores de pratos feitos com pirambeba para demonstração do preparo das iguarias à instrutora do SENAC Rosane Correia, que tem como missão dar requinte aos pratos para incluí-los, com valor agregado, na gastronomia local. As “histórias de pescadores” sobre a suposta propriedade afrodisíaca do peixe animaram a aula.

O pescador José Auguedi é o mais enfático defensor das qualidades da pirambeba, ao garantir que o “caldo milagroso” é o viagra do sertão e tem sido um “reforço” natural e saboroso para os casais. Ele relata, inclusive, que a gravidez de uma de suas filhas se deu após o consumo do caldo da pirambeba.

Histórias de pescadores à parte, o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Petrolândia-PE, Rogério Viana enxerga no peixe uma grande oportunidade de geração de trabalho, renda e um atrativo a ser explorado tanto na pescaria, quanto em pratos que podem ser servidos nos bares e restaurantes da cidade.

Pirambeba significa "piranha pequena"

Assessoria da Prefeitura Municipal de Petrolândia

Comentários

Publicidade