Publicidade
ESTE BLOG ESTÁ EM REFORMA. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO.

Fernando de Noronha recebe novo sistema inteligente de armazenamento de energia


Equipamentos fazem parte de sistema em implantação na Ilha. Iniciativa foi desenvolvida a partir do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) do Grupo Neoenergia

Nesta segunda-feira (08), chegou ao porto de Fernando de Noronha, o navio “Ilha de Fernando de Noronha”, com cerca de 10 toneladas de equipamentos que irão compor o primeiro módulo de armazenamento de energia inteligente em implantação no arquipélago pela Neoenergia, empresa do Grupo Iberdrola. O projeto deve potencializar o sistema de geração fotovoltaica já em operação em Fernando de Noronha, com duas usinas solares construídas pelo Grupo, Noronha I e II. Nessa primeira etapa, os investimentos são da ordem dos R$ 6 milhões. No total, o projeto receberá um aporte superior a R$ 20 milhões.

Estruturado a partir do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) do Grupo Neoenergia, e regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o sistema em implantação é composto por dois módulos com tecnologia de armazenamento em baterias em íons de lítio. Com 280 kW de potência, cada módulo permitirá que os moradores da ilha possam utilizar uma energia de fonte renovável por mais horas no dia. Durante os horários de geração solar, as duas usinas fotovoltaicas em funcionamento em Noronha estarão abastecendo os imóveis e a energia não consumida recarregando as baterias. Após o pôr do sol, o novo sistema poderá ser acionado, suprindo a ilha com a energia renovável.

O projeto, em desenvolvimento há um ano, deve complementar o Sistema de Redes Inteligentes (REI), já em funcionamento em Fernando de Noronha. A partir do conceito de energy storage, a iniciativa é uma alternativa para suprir os períodos de intermitência – quando ocorre grande variação na geração, a exemplo do momento em que o sol se põe, para uma cadeia solar, ou a diminuição na intensidade dos ventos, em um exemplo de geração eólica. Dessa forma, o consumo de óleo deve ser reduzido significativamente, hoje em uso para geração de energia na Usina Tubarão, também em funcionamento na ilha.

O segundo módulo, com os equipamentos finais para a obra de implantação do sistema, deve embarcar para Fernando de Noronha nas próximas semanas. A expectativa é que a construção e implementação seja concluída até o final deste ano, quando o sistema poderá entrar em funcionamento na ilha.

Sobre a Neoenergia

Com 13,6 milhões de unidades consumidoras atendidas por suas quatro distribuidoras – Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN) e Elektro (SP/MS) –, a Neoenergia é responsável por levar energia a 34 milhões de pessoas, quase 20% da população brasileira. Controlada pelo grupo espanhol Iberdrola, ela está presente em 16 estados e é uma companhia integrada de energia, atuando nos segmentos de Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização. Na área de Geração, entre ativos em operação ou em construção, o grupo tem capacidade instalada de 4.364 megawatts (MW). Sua área de concessão é de 836 mil quilômetros quadrados e abrange quase 1.000 municípios. Reconhecida como a empresa mais transparente do Brasil de acordo com o ranking 2018 da ONG Transparência Internacional, a Neoenergia é o 24º maior grupo empresarial do país, segundo o anuário Melhores e Maiores 2018 da revista Exame.

Celpe

Comentários

Publicidade