terça-feira, 5 de junho de 2018

CEBDS promove conscientização sobre economia circular no Dia Mundial do Meio Ambiente

Novo modelo de produção, que deve movimentar US$ 1 trilhão na economia mundial nos próximos 10 anos, é umas das principais bandeiras do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável

O que é economia circular e quais são os obstáculos atuais que impedem que este novo modelo produtivo seja aplicado em larga escala no Brasil? A fim de responder essas e outras questões, o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) lança neste Dia Mundial do Meio Ambiente o eBook 5 perguntas para você entender a economia circular. O material pode ser baixado gratuitamente no site da instituição.

A publicação explica, basicamente, como empresas podem adotar práticas baseadas em fluxos de redução, reuso e reciclagem, além de conscientizar o consumidor sobre os problemas do atual modelo produtivo, que gera grande acúmulo de resíduos, induz a exploração excessiva de recursos naturais e pode levar ao esgotamento de matérias-primas.

- A economia circular é uma nova forma de olhar as relações entre mercados, clientes, recursos naturais e a sociedade. Ela deve movimentar US$ 1 trilhão na economia mundial nos próximos 10 anos, além de gerar empregos e tornar a economia mais resiliente. O Brasil precisa colocar em prática modelos econômicos nos quais materiais não biodegradáveis possam retornar ao ciclo produtivo e que a propriedade comece a ser substituída por serviços. Bons exemplos mundo afora mostram que é possível fazer isso mantendo a lucratividade”, explica Marina Grossi, presidente do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS).

Junto com o lançamento do e-book, o CEBDS fará uma ação nas redes sociais em parceria com suas empresas associadas, com o uso da hashtag #RecicleMaisPoluaMenos.

Sobre o CEBDS

Fundado em 1997 por um grupo de grandes empresários brasileiros, o CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável) é uma associação civil sem fins lucrativos que promove o desenvolvimento sustentável por meio da articulação junto aos governos e a sociedade civil, além de divulgar os conceitos e práticas mais atuais sobre o tema. O Conselho reúne cerca de 60 dos maiores grupos empresariais do país, com faturamento equivalente a 40% do PIB, e responsáveis por mais de 1 milhão de empregos diretos. O Conselho é o representante no Brasil da rede do World Business Council for Sustainable Development (WBCSD).

Approach Comunicação


0 comentários:

Postar um comentário