quarta-feira, 2 de maio de 2018

Petrolândia: Casamento e Diplomacia - Artigo de Fernando Batista


O mês de Maio é sempre lembrado, dentre outras comemorações, como o mês das noivas. Tudo indica que seja por causa de uma tradição importada dos países do hemisfério norte, onde maio é um mês muito importante para os costumes populares. Naquela parte do mundo, a chegada de maio é celebrada com muitas flores em homenagem à natureza que floresce e à primavera que por lá atinge a plenitude.

Como o noivado nos remete a casamento, é dele mesmo que trataremos. Casamento é parecido com as relações internacionais. Dois mundos se encontram nesse dia. E os interesses tão diversos, continuam diversos de tal maneira e se distanciam que, para dar certo, só a diplomacia. Ela cede aqui, ele cede ali. Hoje vence ele, amanhã ela. Às vezes há empate. É como diálogo entre duas Nações fronteiriças. Para que não haja guerra é preciso determinar bem as fronteiras e os limites um do outro. Abusos costumam custar caro.

O divórcio não é nada mais do que sintoma de cansaço. Às vezes, cansaço prematuro de quem nunca fez esforço algum para segurar uma relação. Às vezes, cansaço genuíno de quem fez tudo o que podia mas agora não pode mais. Não se aprende isso em livros. Os casais em crise é que nos ensinam. ANOTEM: O divórcio é sempre uma perda. Não faz sentido agredir os divorciados. A vida já lhes dói o suficiente. Mas nisso, até eles concordam. Não deu certo porque um dos dois perdeu ou ambos perderam a graça do namoro.
O casamento é a junção de dois países que decidiram formar federação. Cada qual permanece o país que é, mas, como tantas coisas são comuns, optam por caminhar juntos sob dois governos que se consultam sempre. Permanecem soberanos, mas fazem tudo em comum.

Fronteiras e limites. Sem isso não há liberdade no casamento. Mas como casar não é para anjos, então que se aceitem os limites e que façam bom uso deles. É questão de demarcar. Nada mais bonito do que dois países formando uma só nação.

Por: Fernando Batista


0 comentários:

Postar um comentário