Publicidade

Reunião da ANA traça cenários para os reservatórios no São Francisco

Hidrelétrica de Paulo Afonso-BA (Foto: Portal Brasil)

A vazão no reservatório de Três Marias, em Minas Gerais, deverá ser reduzida dos atuais 150 metros cúbicos por segundo (m³/s) para 100 m³/s até o final de abril. Já a de Sobradinho, na Bahia, será mantido nos 800 m³/s. O anúncio foi feito pela Agência Nacional de Águas (ANA), após consulta aos participantes de mais uma reunião de avaliação dos efeitos da vazão reduzida, realizada nesta segunda-feira (14.03) pelo órgão federal, em Brasília (DF), e transmitida por videoconferência.

O presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Anivaldo Miranda, participou das discussões do escritório do colegiado, em Maceió (AL), e anunciou que o CBHSF continuará acompanhando todos os estudos referentes às condições hidrológicas na bacia do São Francisco até o final do atual período úmido, em abril. “Nossa preocupação, atualmente, é com a quantidade e com a qualidade da água da bacia. O Comitê, que desde o ano passado insiste na necessidade de realizar um amplo estudo ambiental para avaliar os impactos da redução das vazões, saudou a iniciativa do Ibama, que requisitou dos diversos interessados os subsídios necessários para elaboração do termo de referência do referido estudo”, afirmou.

Miranda relembrou à ANA e setor elétrico as recomendações referentes ao desfecho do processo de conflito de uso encaminhado por empresas de navegação do Baixo São Francisco ao Comitê, dentre as quais a necessidade de outorga para os empreendimentos hidrelétricos na bacia do São Francisco. Em resposta, o corpo técnico da ANA informou que as hidrelétricas têm prazo até dezembro de 2017 para solicitar essas outorgas.

O superintendente da ANA, Joaquim Gondim, informou ter recebido da Prefeitura de Delmiro Gouveia (AL) o pedido para liberação temporária e pontual de vazões mais elevadas, para melhoria da qualidade da água na região. O assunto deverá ser examinado com maior profundidade pelos setores técnicos da ANA e da Chesf.

ARMAZENAMENTO

Ainda durante a reunião realizada pela ANA, os técnicos do setor elétrico explicaram que as vazões fixadas para aplicação até o final de abril serão determinantes para manter os níveis dos reservatórios no chamado período seco, que vai até novembro. Segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apresentados na videoconferência, a vazão de 100 m³/s em Três Marias permitirá manter o nível médio de 20% no final de 2016. Há previsão de se elevar a vazão neste reservatório para 200 ou 250 m³/s a partir de abril. Ainda conforme as projeções dos técnicos, em Sobradinho a vazão de 800 m³/s dará ao reservatório o nível de 10%, levando-se em consideração o cenário provocado pela séria crise de 2014 e 2015.

A procuradoria da ANA informou, durante a sessão desta segunda-feira, que a Justiça acatou o pedido da agência federal e suspendeu a tutela antecipada solicitada pela Federação de Pescadores com vistas ao aumento da vazão do reservatório de Sobradinho para 900 m³/s.

ASCOM – Assessoria de Comunicação do CBHSF

Comentários

Publicidade