Publicidade

Creche Municipal ''Criança Feliz'' de Petrolândia realiza projeto.

Bernadete, Diretora da Creche Criança Feliz
A Secretaria de Educação do município de Petrolândia, através da Creche Municipal ''Criança Feliz'', está vivenciando com toda comunidade escolar, o Projeto Festejando a nossa Cultura Afrobrasileira.

A reportagem do blog fez visita à Creche nesta quinta-feira (12) e constatou o excelente trabalho executado pela diretoria.
As crianças atendidas pela Creche Criança Feliz, têm atividades em tempo integral. Elas chegam de manhã, estudam, e  brincam. Às 11 horas tomam banho, ao meio-dia almoçam e dormem. Apos a soneca, têm continuidade as atividades até o final do dia.

A reportagem do Blog conversou com a diretora da creche, Bernadete. Acompanhe abaixo:


Assis Ramalho: Bernadete, faça uma avaliação do projeto ''Festejando a nossa Cultura Afro Brasileira''.

Bernadete:  Bom dia, Assis! é um prazer muito grande receber você aqui, na Creche Criança Feliz, e mostrar para você esse trabalho que estamos realizando aqui e mostrando este projeto que é intitulado ''Festejando a nossa Cultura Afrobrasileira''. A Creche Municipal Criança Feliz está realizando esta experiência, envolvendo os pequenos neste contexto de mudança nas relações culturais, seguindo orientações do Guia de Orientação Cultura e Identidade e Comunicação para a Igualdade, do Selo UNICEF. A creche está vivenciando esse projeto desde o dia 09 de abril e o encerramento será no dia 18. Eu gostaria de aproveitar e convidar os pais para participarem destes eventos que são maravilhosos.

Assis Ramalho: Eu cheguei agora e percebi que não só a senhora, como todas as professoras e funcionárias fazem este trabalho muito bonito. Eu percebi as crianças brincando, dançando, ouvindo música. Com certeza tudo isso faz parte do projeto e do dia-a-dia aqui na escola. É isso mesmo?

Bernadete: Com certeza, tudo isso faz parte. A Creche, Assis, a gente tem um roteiro, todos seguem um roteiro. Na verdade, muitas pessoas acham que é só jogar a criança aqui e ninguém faz mais nada, mas não é assim. A gente tem um roteiro a seguir, porque eles chegam às sete e meia, tomam o café da manhã, depois uns têm uma recreação dirigida, outros têm recreação livre, atividades em sala, e depois, às 11h, eles almoçam. Às 12h eles tomam banho, depois dormem e à tarde eles têm outras atividades, com outras professoras.

Assis Ramalho: Olha, eu quero parabenizar os trabalhos desta creche, e confesso que eu, assim como muitos, não sabia que as crianças têm um tempo integral aqui. Eu achava que as crianças tinham um determinado tempo, e depois vinha uma outra turma pela parte da tarde, por exemplo. Mas não. As crianças vêm, estudam, brincam, se alimentam. Parabéns, Bernadete!

Bernadete: É verdade. São crianças entre dois e três anos, que as mães deixam na creche para que possam trabalhar com tranquilidade.

Assis Ramalho: Bernadete, eu acho que apesar de ser muito trabalhoso, deve ser muito gratificante trabalhar com crianças, verdade?

Bernadete: É trabalhoso, mas é maravilhoso. Eu sou realizada na minha profissão. Eu sempre dizia que gostaria de trabalhar com crianças carentes, e hoje eu trabalho com elas. Então, Assis, eu amo o que eu faço.

Assis Ramalho: Bernadete, obrigado pelas informações, e mais uma vez, parabéns!

Bernadete: Eu é que agradeço e quero convidar você para vir participar do encerramento deste lindo projeto, e de outros que virão por aí.



Comentários

Publicidade