quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Petrolândia: Aurélio Cavalcante, diretor da Central de Adubos, é entrevistado no "Acordando com as Notícias" (ouça áudio)

A entrevista foi acompanhada por Cézar Cavalcante - gerente/sócio da Central de Adubos em Petrolândia



O diretor da Central de Adubos, Aurélio Cavalcante, foi entrevistado pelo radialista e blogueiro Assis Ramalho, na manhã da última sexta-feira (25), no programa "Acordando com as Notícias", transmitido pela Web Rádio Petrolândia (áudio disponível no final desta matéria).

Na entrevista, o empresário diretor da maior loja no ramo de agronegócio do Vale do São Francisco, com matriz em Juazeiro (BA), duas filiais em Petrolina e uma em Petrolândia, falou, entre outros temas, sobre os altos investimentos da empresa em busca de avanços tecnológicos para melhoria na produtividade da agricultura.

Em primeira mão, Aurélio afirmou que a mais nova filial da Central de Adubos será inaugurada no dia 9 de outubro em Irecê, na Bahia.

''Em primeira mão, quero dizer aos ouvintes da Web Rádio Petrolândia e aos leitores do Blog de Assis Ramalho que, no dia 9 de outubro, a gente vai estar inaugurando a nova filial da Central de Adubos em Irecê, na Bahia. Muitos dizem que Irecê é a região do feijão, mas Irecê é a região da beterraba, da cenoura, da cebola, do tomate, enfim, a fruticultura está começando a entrar forte lá", explicou o empresário.

Aurélio falou ainda sobre as constantes viagens que faz para fora do país, em busca de novas tecnologias.

"Agricultura é tecnologia pura e a Central de Adubos tem a preocupação de trazer para o produtor, tecnologia de primeiro mundo. O mercado muda muito, hoje ele está de um jeito, mas amanhã vai mudar. É pesquisa para se produzir mais, é pesquisa para usar menos recursos naturais, são várias pesquisas que a gente faz e eu gosto de viajar, porque a viagem ensina muito. Gosto de viajar, inclusive para outros países, para trazer para nossa região as novidades de lá, e também aprender com os costumes de cada país. Para que você tenha uma ideia, na época em que todos estavam falando da crise da água, eu fui visitar o Chile e lá a água é muito pouca. Lá, eles aproveitam, por exemplo, a água do orvalho da noite para aguar a planta. Você vai para Israel e lá eles tiram a água do Mar Morto, tiram o sal, levam essa água para consumo humano e o que sobra da água do banho, de lavar as mãos, lavar carro, ela entra em um ralo, vai para um depósito, tipo uma barragem, e essa água ainda vai para a agricultura. Eu fui para Mendonza, na Argentina, e lá eles têm água armazenada para cinco anos. Em Israel não tem água (doce), lá eles tiram a água do Mar Morto. Eles conseguem tirar todo o sal da água, deixa a água cristalina, disponibiliza para o consumo humano e o que sobra vai para a agricultura, gerando riqueza. Hoje, Israel é uma das potências mundiais em agricultura irrigada. Na Espanha tem muitas barragens que eles fazem esse processo com a água salgada, eles administram isso. Há poucos dias, eu conversava com um amigo e dizia que se (no Brasil) tivesse uma barragem no final do rio (São Francisco), além de produzir energia, você tinha a reserva de água doce que a gente está jogando no ralo (no mar). Então, com essas viagens, a gente traz pra cá novas tecnologias de irrigação, tecnologia de aplicação, tecnologia de adubação, enfim, traz o que há de mais novo, e todos estão se conscientizando, porque quando você usa a água de maneira correta, você não está somente economizando água. Você diminui a quantidade de doença, aumenta a produtividade, entre outras vantagens.

Entre vários outros assuntos relevante ao agronegócio, Aurélio também fala sobre seu carinho por Petrolândia, cidade de onde saiu com apenas 1 ano de idade, das lembranças da infância e do aprendizado com seus avós (Petro e Tereza) no sítio Mundo Novo. Humilde, diz que não imaginava chegar ao patamar em que a Central de Adubos chegou, em apenas sete anos. ''Agradeço todos os dias a Deus, porque eu não imaginava que a gente pudesse estar neste patamar em que estamos. Pela segunda vez, a gente foi destaque - por meio de pesquisa - na Revista Veja como empresa de credibilidade na região. Então, hoje a gente diz que a Central de Adubos é a maior empresa agrícola do Vale do São Francisco. Quando a gente fala que é a maior, é maior em todos os sentidos. Em quantidade de lojas, em quantidade de colaboradores, em quantidade de funcionários e maior em faturamento.

Escute a entrevista completa - de mais de uma hora de duração -  aqui>Áudio entrevista Aurélio Cavalcante (25/08/17)

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Cézar Cavalcante


0 comentários:

Postar um comentário