Publicidade

Herbário do IPA pode representar Pernambuco em Inventário Florestal Nacional


O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) recebeu, na manhã desta sexta-feira (31/07), uma visita técnica de representantes do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), com o objetivo de se integrar ao projeto Inventário Florestal Nacional (INF). Isso porque o IPA possui o Herbário Dárdano de Andrade Lima, mais antigo do Nordeste, com 80 anos, que é referência nacional e internacional em conservação de espécies do bioma caatinga, possuindo 91 mil amostras de plantas e fungos.

A curadora do herbário e pesquisadora do IPA, Rita de Cássia Pereira, explicou que a iniciativa seleciona em cada estado brasileiro um ponto de conservação. “O herbário do IPA atende a todos os pré-requisitos de infraestrutura, tanto física, quanto de profissionais aptos para acondicionar e realizar o trabalho de identificação do material, que estima coletar duas mil espécies de plantas”, defendeu Rita, que é doutora em Botânica.

De acordo com o diretor de Pesquisa e Informações do SFB, Joberto Veloso, a finalidade do Inventário Florestal é catalogar as informações sobre os recursos das florestas naturais e plantadas, a cada cinco anos. Esses dados irão subsidiar a formulação de políticas públicas, visando o uso racional e conservação dos recursos naturais. “Pretendemos trabalhar com o IPA, que dispõe de um acervo bem estruturado, e que com certeza tem um grande potencial para catalogar as espécies pernambucanas”, destacou. O Inventário Florestal Nacional será apresentado no Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema).

A ação é resultado de uma parceria entre o Ministério do Meio Ambiente, a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (Sara), executada através do IPA, e a Secretaria de Meio Ambiente (Semas). De acordo com o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento do IPA, Antônio Raimundo, essa visita também fortalece os futuros acordos de cooperação técnica entre o Instituto e o Ministério.

Durante a visita, a equipe também conheceu as futuras instalações do herbário, no Centro Integrado de Pesquisa Governador Miguel Arraes (Cigma). Assim que relocado, o espaço será considerado o herbário mais moderno do Nordeste. Participaram do encontro, a pesquisadora do IPA, Ana Luíza Du Bocage, o analista ambiental do Serviço Florestal Brasileiro, Alencar Garlet e o gerente do Programa Mata Atlântica e Biodiversidade da Secretaria de Meio Ambiente (Semas), Josimário Lucena.

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA

Comentários

Publicidade