Publicidade

Codevasf adquire área de Caatinga para ampliação da Grota do Angico, em SE

Foto: Sidney Gouveia

A Codevasf adquiriu uma área de 85,3 hectares para a ampliação do Monumento Natural Grota do Angico, no Alto Sertão de Sergipe. A escritura de aquisição foi assinada na manhã desta sexta-feira, 13, na Superintendência Regional da Codevasf, em Aracaju. O investimento para a aquisição da área, contígua à unidade de conservação, é de R$ 181 mil.

A Codevasf vai doar a área à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) para ser incorporada à unidade de conservação mantida pelo Governo do Estado. A expectativa é que a doação seja efetivada até o início de abril. A ação vai contribuir para a conservação da Caatinga na região, uma vez que vai resultar na ampliação da área de preservação permanente.

A aquisição da área para a ampliação da unidade de conservação Grota do Angico é uma compensação ambiental da Codevasf pela implantação do perímetro irrigado Jacaré-Curituba, localizado nos municípios de Poço Redondo e Canindé de São Francisco. A ação mitiga o impacto ambiental gerado pelo projeto de irrigação.

O superintendente regional Said Schoucair explicou que a doação da área era uma das etapas necessárias para a transferência da gestão do perímetro Jacaré-Curituba ao governo estadual. “Essa é uma ação ambiental importante e, cumprida essa etapa, poderemos concluir as obras de implantação dos últimos lotes. Posteriormente, vamos repassar a gestão do perímetro ao Governo do Estado, conforme o compromisso firmado no final de 2014 com a Codevasf”, disse o superintendente.

Estão em andamento também as tratativas para a aquisição de outras áreas, totalizando mais de 1.000 hectares, para constituição de reserva legal dos perímetros irrigados Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume, no Baixo São Francisco sergipano. O objetivo é também incorporar essas áreas à Grota do Angico. A ação está adequada aos termos do novo Código Florestal, que permite a formação de áreas de reserva legal em localidades fora do perímetro irrigado, dentro do mesmo bioma.

O Monumento Natural Grota do Angico, além de abrigar uma variedade de espécies florestais da caatinga, tem forte valor cultural e histórico, uma vez que foi alvo da rota do Cangaço e cenário da morte de Virgulino Ferreira, o Lampião, ao lado de Maria Bonita e outros nove cangaceiros, em 28 de julho de 1938. A unidade de conservação está localizada entre os municípios de Poço Redondo e Canindé de São Francisco.

Codevasf

Comentários

Publicidade