quinta-feira, 12 de julho de 2018

Petrolândia: Para trabalhar em obras no município é preciso 'padrinho' político?

Por: Daniel Filho

O conjunto habitacional Residencial Francisco Simões de Lima, em construção no município de Petrolândia, deverá entregar 192 casas populares a serem construídas na Quadra-18 (Residencial Francisco Simões de Lima), com cinquenta (50) na Comunidade Quilombola Borda do Lago e cinquenta (50) para a etnia Pankararu. As obras são conduzidas pela 2MS Engenharia Ltda.
Esse tipo de projeto traz ao município o acesso à moradia popular e também oportunidade de emprego que atende centenas de famílias, além de aquecer a economia local, mas também trazem angústias, boatos e denúncias.

Fomos procurados por pedreiros e serventes de pedreiro (preferiram não se identificar), que aguardaram algum tempo em filas para entregarem seus currículos, mas foram desmotivados quanto à possibilidade de serem convocados ao trabalho.

“Disseram que se não arrumar um deputado ou vereador forte nem adianta ficar na fila esperando... Soube ainda que cada vereador tem direito a colocar dez pessoas pra trabalhar. Procurei alguns vereadores e disseram que não podiam fazer nada, só eram chamados pra trabalhar os indicados pela prefeitura... é muito triste essa situação. Tira a esperança da gente que precisa sustentar a família.” Declarou.

O Blog Gota D’Água procurou o secretário Rogério Viana que afirmou ser impossível haver qualquer tipo de nepotismo, visto que a empresa não é contratada da prefeitura:

“A empresa é particular e a mesma contrata quem quiser usando os próprios critérios. A prefeitura apenas fiscaliza se a obra está seguindo as leis trabalhistas corretamente não interferindo no processo de escolha.”
O secretário garante ainda que a empresa continua a receber e analisar todos os currículos recebidos.

Procuramos ainda o vereador Jorge Viana sobre o caso:

“Se acontece esse tipo de beneficiamento eu não sei e, caso exista qualquer tipo de apadrinhamento, sou totalmente contra. Sempre que me procuram, acreditando que uma indicação minha pode garantir vaga, digo para entregarem o currículo e confiarem na seleção...”

Confiando nos pronunciamentos aqui publicados comunicamos aos trabalhadores e trabalhadoras que almejam conquistar uma vaga no serviço que o façam através da seleção com entrega do currículo. O espaço está aberto para todos os citados na matéria, caso desejem, acrescentarem alguma informação relevante que venha esclarecer a população quanto à transparência do processo.

Daniel Filho
Blog Gota D’Água


0 comentários:

Postar um comentário