sábado, 26 de maio de 2018

Com crise dos combustíveis, estabelecimentos em São Paulo 'fazem entrega' a cavalo


Após cinco dias de paralisação dos caminhoneiros em todo o Brasil, a cadeia de serviços sofre com o desabastecimento. Com o estoque de combustíveis perto do fim, hospitais cancelaram cirurgias eletivas, a Prefeitura de São Paulo limitou a coleta de lixo e a frota de ônibus e até a polícia reduziu o período das rondas das viaturas. Em meio ao caos, há quem consiga enxergar algo positivo. 
Empresários das capitais paulista e federal fizeram entregas a cavalo como uma ação de marketing para demonstrar apoio à greve.

Daniel Franco, da empresa de bebidas Saideira do Brasil, arrumou cavalos para suprir a falta de gasolina das motos. "Foi uma ideia de marketing, mas quem sabe não usamos se o desabastecimento permanecer", brinca. Os cavaleiros com capacete e mochilas típicas dos motoboys chamaram a atenção das pessoas no bairro de Pinheiros e a novidade fez sucesso no Twitter.

As informações são do Jornal Estado de S. Paulo


0 comentários:

Postar um comentário