Publicidade

Comitê da Bacia do Rio São Francisco amplia orçamento para Fiscalização Preventiva Integrada


O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) vai reforçar o apoio orçamentário ao trabalho do Ministério Público no programa de Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) desenvolvido em Alagoas e na Bahia, que será estendido aos estados de Sergipe e Minas Gerais.

O assunto foi discutido e aprovado na XXVIII Plenária Ordinária do colegiado, realizada no mês de dezembro, em Salvador (BA). O objetivo é dar sustentabilidade e seguimento à FPI, considerada uma importante iniciativa para proteção da bacia do São Francisco, fiscalizando e coibindo ações que podem comprometer o meio ambiente local, como caça predatória, desmatamento e contaminação das águas pelo uso industrial.

Para o próximo triênio, foi aprovado o orçamento de R$ 2,5 milhões. Até então, a rubrica destinava apenas R$ 500 mil para um ano de trabalho da FPI. O resultado animou o secretário do Comitê, Maciel Oliveira, que considera os recursos suficientes para oferecer as condições necessárias ao trabalho de fiscalização realizado pelo Ministério Público no âmbito da bacia do São Francisco.

*Esta matéria foi veiculada no Jornal Notícias do São Francisco nº 38. Para ler o jornal completo, acesse.

ASCOM – Assessoria de Comunicação do CBHSF

Comentários

Publicidade