Publicidade

Turismo, fundamentos e idéias que deram certo - Artigo de Luciano Seixas


Por Luciano Seixas

O Turismo no Brasil ficou mais atraente com os sistemas de Férias Programadas uma forma que chamamos de Timeshare, Tempo Compartilhado ou Propriedade de Férias. Surgiu na Europa no ano de 1964.

Naquela época a idéia foi simplesmente uma combinação onde alguns consumidores realizavam a compra de uma unidade ou apartamento em um determinado hotel ou resort de férias, dividiam em 52 cotas iguais e assumiam a responsabilidade pela manutenção, isso funcionou muito bem e expandiu-se geograficamente nos anos 70.

Mas devido à necessidade e o interesse do viajante em conhecer novos lugares surgiu como solução os serviços de intercâmbios de resorts lançado inicialmente pela Tupantur (Hotéis Preferenciais e Convênios, Resorts Condomínios) em 1997, acelerando o crescimento desta indústria com o serviço conhecido como "intercâmbio de semanas de férias", que significa a possibilidade de fazer permuta de semana de férias de um determinado resort, durante uma ou mais semanas de férias em alguns dos Hotéis e Resorts afiliados a esta rede de intercâmbio.

Devido à grande aceitação dos consumidores no início dos anos 80 as grandes redes hoteleiras como Marriott, Sheraton, Hyatt, Meliá entraram nesta indústria melhorando a qualidade do produto. O resultado disso foi um aumento de 800% em resorts afiliados ao sistema, consumidores e no volume de vendas nos últimos 20 anos.

Atualmente a maior parte das grandes redes hoteleiras internacionais possui um sistema de Tempo Compartilhado, e são afiliados a uma rede de intercâmbios, que formam a indústria mundial com aproximadamente 7.004 resorts, 8.447,000 milhões de famílias proprietárias e US$ 13, Bilhões em vendas anuais.

Timeshares são uma forma de turismo que fica entre um hotel e Resort e a posse total. No sistema de Timeshare, um cliente compra um apartamento ou condomínio para um período específico de tempo.

Assim, a posse pode ser considerada ser mais temporal do que física. Muitos destinos turísticos gostam da ideia do time-sharing. Eles produzem uma corrente constante de visitantes e o destino tem assegurado que os visitantes têm uma probabilidade alta de retornar.

Diversos grandes hoteleiros e corporações desenvolveram as propriedades e também variações dentro da indústria, por exemplo, formas comuns de Timeshares são:

- Programas Férias Fixos é o sistema clássico no qual o proprietário controla a "propriedade" para uma semana específica durante o ano como definido pelo contrato.

- Clubes de Férias e Programas são um sistema em que os membros compartilham em diversas localizações e tem a opção ir (dependendo de disponibilidade e normas contratuais) a qualquer localização dentro do sistema.

Timeshere no Brasil, com sua história brasileira iniciadas nos anos 80 os programas de tempo compartilhado demoraram a vingar no País, alcançando o grande público somente após os anos 2000. Atualmente é um mercado que mostra crescimento e com boas avaliações de quem atua no mercado. "Já houve resistência a respeito destas iniciativa.

No entanto isso é cada vez menor, com programas sérios sendo oferecidos ao turista". Está havendo uma mudança de cultura do brasileiro que está mais receptivo para as vantagens dos programas de Timeshare.

Além disso, os desenvolvedores se inovando constantemente, criando produtos mais adaptados as necessidades do mercado e satisfazer plenamente o cliente.

Luciano Seixas
Diretor comercial da Tupantur
tupantur@tupantur.com.br
www.tupantur.com.br

Fonte: ANN - Agência Nacional de Notícias

Comentários

Publicidade