quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Em entrevista ao Blog de Assis Ramalho, Chefe de Engenharia do DNIT-PE, fala sobre obras do trevo da entrada de Petrolândia e reta de Ibimirim

Emerson Morais, Chefe do Departamento de Engenharia do DNIT-PE foi entrevistado por telefone pelo Blog de Assis Ramalho na manhã desta quarta-feira(20)

De acordo com matéria postada no Blog de Assis Ramalho, no mês de julho deste ano, os vereadores de Petrolândia Fabiano Marques e Carlos Alberto (PTB), respectivamente presidente e vice-presidente da câmara Municipal de Petrolândia, Sertão de Pernambuco, participaram de reunião com Dr. Emerson Valgueiro de Morais, engenheiro do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes-DNIT, em Recife. Naquela ocasião o objetivo da reunião seria buscar alternativas viáveis para maior segurança dos munícipes, nas rodovias BR-110 e BR-316, em especial no trevo de acesso à cidade de Petrolândia.

Na oportunidade foi entregue Ofício expondo a situação atual de insegurança no tráfego da BR-316, principalmente no trevo de acesso à cidade, considerado ponto crítico porque, após um longo trecho de dezenas de quilômetros em linha reta (sentido Paulo Afonso - Petrolândia), a rodovia se projeta numa curva abrupta, com ângulo de 90 graus, no trevo de acesso à cidade.

Preocupado com a situação, a reportagem do Blog de Assis Ramalho conversou por telefone, na manhã desta quarta-feira, 20, com Emerson Morais, Chefe do Departamento de Engenharia do DNIT-PE,que também falou sobre a BR-110-trecho Petrolândia/Ibimirim.

Sobre o trevo da entrada de Petrolândia, o engenheiro disse a nossa reportagem que o DNIT está elaborando um projeto para melhoria daquele ponto da Rodovia BR-316. O projeto deverá ser concluído entre março e abril de 2014. Depois disso, serão necessários mais 30 dias, aproximadamente, para aprovação do projeto, procedimento anterior à licitação da obra.

Perguntado pela nossa reportagem sobre a BR-110 (trecho Petrolândia-Ibimirim), Emerson Morais nos informou está sendo retomada a fase de estudo técnico-ambiental, com previsão de conclusão entre abril ou maio de 2014. Após isto, será elaborado o projeto, seguido da licitação da obra. Concluídos e aprovados esses passos, a obra teria previsão de início para o ano de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário