segunda-feira, 2 de julho de 2018

Zeca faz balanço de mandato, diz que governo Madalena age com pequenez em relação a socorristas e que Arcoverde embicou


“Essa questão da ambulância dos Socorristas, que já era para ter sido resolvida, é a prova da pequenez deste governo que vem fazendo Arcoverde ‘embicar’ a cada ano”, assim o deputado federal Zeca Cavalcanti (PTB) avaliou a demora e a “enrolada” que a prefeitura de Arcoverde vem fazendo para entregar a ambulância do GSVA adquirida com uma emenda parlamentar sua da ordem de R$ 200 mil.

As palavras de Zeca foram expressadas durante entrevista na Rádio Itapuama FM, na quarta-feira (27), quando fez um balanço de seu primeiro mandato ao longo dos últimos três anos e meio como representante de Arcoverde e região na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Ainda sobre a ambulância dos Socorristas, o deputado disse que isso tudo é um processo muito simples e citou que uma servidora da Secretaria de Saúde que trabalhou no seu governo e continua lá, Dorinha, fazia isso em 15 minutos, bastava ter a ordem e a determinação da prefeita. “É triste o que vem acontecendo, é uma política pequena que prejudica não o deputado Zeca, mais a população e os socorristas, que poderiam já estar trabalhando em uma ambulância nova, salvando vidas, mas não é isso o que estamos vendo. Lamentavelmente”, disse Zeca Cavalcanti.

Na entrevista, o parlamentar trabalhista destacou vários projetos e ações no Congresso como os projetos de lei do uso da energia solar pelo homem do campo, gerando renda para os pequenos agricultores; a questão da comissão de convivência com a seca que apresentou várias ações de enfrentamento da estiagem; e a questão do desconto nos planos de saúde para quem paga e não uso os planos rotineiramente. São projetos que apresentamos que visam levar mais qualidade de vida as pessoas, destacou Zeca Cavalcanti.

Ele também fez uma avaliação sobre o governo do Estado colando no governador o título já conhecido de ‘Paulo Câmara Lenta’ e agora, também, de ‘Câmara Vaia”, ao questionar os graves problemas de saúde, segurança e infraestrutura em Pernambuco. “Falta liderança para o nosso estado e Pernambuco precisa resgatar isso. Armando tem fortalecido a cada dia o palanque das oposições com lideranças, ex-governadores (Joaquim Francisco, Roberto Magalhães, Kustavo Krause, João Lyra), deputados, prefeitos que querem ver um Pernambuco mais forte e líder no Nordeste”, ressaltou o deputado Zeca Cavalcanti.

O parlamentar também ressaltou a destinação de mais de R$ 27 milhões em emendas para mais de 30 cidades nas regiões do Moxotó, Pajeú, Itaparica e São Francisco, assim como em algumas cidades do Agreste pernambucano. Lembrou dos investimentos feitos em Arcoverde e mais recentemente da liberação de R$ 409 mil para construção da UBSF da Cohab II e R$ 200 mil para a compra da ambulância dos Socorristas, assim como a liberação de máquinas (dois tratores de arado, retroescavadeira, caçamba) para o município, destacando mais de R$ 3 milhões em emendas.

Sobre a situação política e administrativa de Arcoverde, o deputado Zeca Cavalcanti disse que “Arcoverde entregue as baratas, com uma gestão desastrosa, uma usina de asfalto unicamente eleitoreira; porque não continua calçando as ruas que precisam serem calçada”?, questionou. Sobre o São João, disse que a prefeitura faz um evento “tupiniquim com sete dias de festa. É de fazer pena, pois até as cervejarias correram porque não viram nenhum sucesso na festa que já foi referência em todo o Estado e no Nordeste. Os barraqueiros não estão vendendo e estão tendo que pagar R$ 800 por uma barraca em um evento que não estimula os negócios. Tem dono de hotel dizendo que as pessoas devolveram os apartamentos antecipadamente, mesmo pagos, porque não tiveram vontade de continuar no são João de Arcoverde”.

O deputado finalizou dizendo que vai mais uma vez colocar seu nome à disposição dos eleitores pernambucanos e lamentou o estado em que se encontra sua terra natal: “É de fazer pena o que a gente tá vendo na cidade de Arcoverde, em todos os aspetos, Arcoverde ‘embicou’”, concluiu Zeca Cavalcanti.

Assessoria de Imprensa de Zeca Cavalcanti


0 comentários:

Postar um comentário