quarta-feira, 20 de junho de 2018

CPRH destrói ocupação e cultivo ilegal em área de preservação da Mata Norte

Operação durou três dias e constatou desmatamento na UC Mata do Engenho Água Azul. Dois carregamentos de banana foram levados à Prefeitura de Timbaúba, para uso na merenda escolar

Uma fiscalização realizada pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), em parceria com policiais da Cipoma, Depoma, Delegacia de Tracunhaém e equipe de Meio Ambiente da Prefeitura de Timbaúba , constatou tentativas de ocupação (invasão) e desmatamento em duas áreas, no total de aproximadamente dez hectares, para cultivo ilegal de banana em parte da Unidade de Conservação (UC) Mata do Engenho Água Azul, na Mata Norte do Estado. Na ação, os agentes não encontraram os responsáveis. A ocupação e todo o cultivo foram destruídos e as bananas recolhidas, em duas caminhonetes, foram levadas à Prefeitura de Timbaúba, para uso na merenda escolar.

A operação durou três dias, entre a quarta e a sexta-feira passadas (13 a 15/06). Junto com policiais da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma-PM) e da Delegacia de Polícia do Meio Ambiente (Depoma-PC), mais o delegado de Tracunhaém, duas equipes do Grupo de Trabalho (GT) de Fiscalização, da Diretoria de Recursos Florestais e Biodiversidade (DRFB) da CPRH percorreram toda a área da Unidade de Conservação. O monitoramento da região havia alertado para ocupações irregulares, o que motivou a ação.

Ainda na operação, foram apreendidos, durante os deslocamentos, mais de vinte metros de lenha irregular para uso em fogueiras juninas e 30 pássaros de diversas espécies, entre elas galo de campina, guriatã, trinca-ferro e canário. A lenha também foi levada à Prefeitura de Timbaúba e as aves foram encaminhadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da CPRH, onde serão reabilitados e depois devolvidos à natureza. Os autos de infração ainda estão sendo fechados.

Com a classificação Refúgio de Vida Silvestre (RVS), a Mata do Engenho Água Azul é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral, criada pelo Governo do Estado em 2016, que abrange partes dos territórios dos municípios de Timbaúba, Vicência e Macaparana. É área remanescente da Floresta Atlântica da Mata Norte de Pernambuco. O monitoramento será reforçado na região, bem como as ações de fiscalização da CPRH, em parceria com as polícias Civil e Militar.

Assista ao vídeo feito por drone em https://1drv.ms/v/s!AqzSNdGOg92Bgiw4hSHGri2Wqtsh

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental - NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH


0 comentários:

Postar um comentário