Publicidade

Infectados e sem possibilidade de cura, saguins encontrados cegos sofrem eutanásia


Quadro de sofrimento profundo – não condizente com a vida – e sintomas de herpes vírus foram identificados nos animais (Foto: Divulgação/CPRH)

O casal de saguins encontrados cegos no Paissandu, área central do Recife, e entregues à Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) nesta segunda foram eutanasiados, na manhã desta terça (12), no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), após os veterinários descartarem maus-tratos e constarem quadro de sofrimento profundo, não condizente com a vida, e sintomas de zoonose – possivelmente herpes vírus.

Os saguins, adultos, foram encontrados por um segurança do Hospital São Marcos, a fêmea no domingo (10) e o macho na segunda (11). Os animais estavam desorientados, batendo a cara nos muros e paredes. Sensibilizado com a situação dos primatas, o segurança Renato Alexandre chegou a propor uma "vaquinha", em rede social, para arrecadar dinheiro e levar os saguins a um veterinário. Recebeu, então, a sugestão de encaminhá-los à CPRH, que na terça à tarde levou os animais ao Cetas Tangara, para avaliação.

Após a constatação de sofrimento profundo – sem possibilidade de reversão – e descartada a hipótese de maus-tratos, com a identificação de sintomas de zoonose (doenças infecciosas de animais capazes de serem transmitidas aos seres humanos), foi decidida pela eutanásia, o que ocorreu na manhã desta terça. 

Amostras dos animais foram encaminhadas à Secretaria estadual de Saúde, com notificação para exames de epizootia e de raiva. Com a notificação à Secretaria de Saúde poderá ser possível identificar a zoonose que acometeu os saguins, se herpes ou outro tipo.

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental - NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH

Comentários

Publicidade