Publicidade

Papa diz que violência em nome de Deus é "blasfêmia"


O papa Francisco expressou neste domingo (15) sua "profunda dor" após os atentados em Paris e insistiu que usar o nome de Deus para justificar a violência e o ódio é "uma blasfêmia". "Toda esta barbárie nos deixa sem palavras e nos perguntamos como o coração humano pode conceber e realizar acontecimentos tão terríveis, que comoveram não só a França, mas o mundo inteiro", declarou durante o Angelus na Praça de São Pedro, em Roma.

"Diante de tais ações, só podemos condenar a afronta inominável à dignidade da pessoa humana", acrescentou o Papa. "Quero reafirmar que o caminho da violência e do ódio não resolve os problemas da humanidade, e que usar o nome de Deus para justificar esta voz é blasfêmia!", ressaltou.



O pontífice rezou para que nasça "nos corações de todos pensamentos de sabedoria e propostas de paz", e pediu aos milhares de fiéis a se recolher por alguns momentos em silêncio com ele.

AFP

Comentários

Publicidade