domingo, 8 de julho de 2018

Casal é preso após matar idosa com Alzheimer para ficar com a casa dela



Um casal foi preso neste domingo (8) suspeito de matar uma idosa de 70 anos, portadora de mal de Alzheimer, para ficar com a casa dela em Jaguariúna (SP). O corpo de Perpétua da Silva Machado foi achado no bairro São José e, de acordo com a Polícia Militar (PM), o crime teria ocorrido há pelo menos uma semana.

O casal foi preso na madrugada em Santo Antônio de Posse (SP). De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP), Geovanne Clayton Venâncio e Tamires Raine Silva Caiado discutiam de forma intensa quando foram abordados pela PM. Neste momento, a jovem revelou o crime.

Em depoimento à Polícia Civil, Tamires contou que Geovanne havia cometido o crime e que eles agiram para ficar com a casa e os bens da aposentada, que sofria de mal de Alzheimer. A jovem relatou que o casal foi até o imóvel de Perpétua e a arrastou até um barranco, onde seu companheiro golpeou a cabeça da vítima.

Segundo a SSP, Tamires disse ainda que o companheiro comprou etanol e ateou fogo na vítima, voltando a agredi-la. O corpo foi jogado no córrego. A jovem contou aos policiais militares sobre o local do crime e o cadáver foi encontrado pela manhã. Geovanne se recusou a depor.

O G1 não conseguiu localizar o defensor dos suspeitos para comentar a ocorrência. De acordo com a Polícia Civil, a ocorrência foi registrada como homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Geovanne foi levado para a cadeia de Itapira (SP) e Tamires para o CPJ de Mogi Guaçu (SP).


G1


0 comentários:

Postar um comentário