sábado, 24 de fevereiro de 2018

Em nova soltura, CPRH devolve 122 animais silvestres à natureza

Ação foi realizada nesta quinta (22) e o grupo reuniu 115 aves, quatro timbus, uma preguiça, um quati e uma iguana (Fotos: Divulgação/CPRH)

Mais 122 animais silvestres que passaram por tratamento e/ou reabilitação no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) – a maioria aves apreendidas em ações de combate ao tráfico – ganharam de volta a liberdade. Eles voltaram à natureza nesta quinta (22), em nova soltura realizada em área do Refúgio de Vida Silvestre Matas do Sistema Gurjaú (RVS Gurjaú), no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife.

Junto com 115 aves de diversas espécies, foram soltos quatro timbus, uma preguiça, um quati e uma iguana. Todos passaram pelo menos duas semanas no Cetas, no Bairro da Guabiraba, Zona Norte do Recife. A relação dos pássaros soltos reúne papa-capins (23), guriatãs (15), canários-da-terra (17), chorões (7), tizius (6), sibitos (2) e um pintor-verdadeiro (Tangara fastuosa), ave que dá nome ao Cetas Tangara), entre outros.

Em 2017, o Centro de Triagem da CPRH acolheu 9.153 animais silvestres, entre aves (7.886), répteis (693), mamíferos (515), exóticos (54) e aracnídeos (5), ao mesmo tempo, promoveu a soltura de 5.454. Este ano, o balanço inicial – relativo ao mês de janeiro – registrou o acolhimento de 1.220 animais silvestres e a soltura de 499.

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental - NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH


0 comentários:

Postar um comentário