Publicidade

Idosos querem incluir Viagra na cesta de remédio da farmácia popular

Os idosos querem incluir na cesta básica de medicamentos do programa Farmácia Popular mais opões de remédios, entre eles Viagra e Cialis. As composições são receitadas por médicos em casos de disfunção erétil. Os aposentados reivindicam que eles passem a compor a lista de fármacos com preço baixo ou que são distribuídos gratuitamente por estabelecimentos credenciados pelo governo, mediante apresentação da receita.  

A ampliação dos tipos de remédios foi definida em reunião entre representantes das centrais sindicais e de sindicatos de aposentados. A lista será apresentada até amanhã ao governo federal. A decisão de que os remédios serão gratuitos ou terão preço menor será do conselho gestor do programa.

Segundo o assessor de Saúde do Sindicato Nacional dos Aposentados, da Força Sindical, o médico Diógenes Sandim, a proposta é acrescentar mais 30 patologias à cobertura da rede particular de farmácias. Hoje, há remédios gratuitos ou vendidos a preços baixos apenas para diabetes, hipertensão, asma e osteoporose.

Além da ampliação da cesta de medicamentos, os idosos querem fazer parte do conselho gestor do programa Farmácia Popular. O órgão é responsável por definir se a distribuição do remédio será gratuita ou terá custo baixo.

Da Redação do Blog de Assis Ramalho
Fonte: Jornal O Dia-RJ                    

Comentários

Publicidade