domingo, 31 de agosto de 2014

Motorista é condenado a 92 anos de prisão por quatro mortes no trânsito

O Ministério Público diz que não há precedentes para tamanho rigor em uma sentença em casos do tipo

O motorista Luciano Rosa Macedo, 36 anos, foi condenado a 92 anos de prisão pela morte de quatro pessoas e por lesões corporais em outras duas, em júri popular na última terça-feira (26). A pena é severa para casos de morte no trânsito, semelhante à dada a autores de chacina. Macedo foi condenado por homicídio doloso, quando há intenção de matar, em acidente de trânsito.

O Ministério Público diz que não há precedentes para tamanho rigor em uma sentença em casos do tipo, segundo a Folha de S. Paulo. Advogados acreditam que a Justiça passa por uma tendência de endurecer a punição para quem comete crimes no trânsito sob efeito de álcool ou em acima da velocidade permitida na via.

O caso foi em maio de 2012. Macedo dirigia em uma estrada de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. Ele tentou fazer uma ultrapassagem em local proibido e bateu de frente em um Corsa. A mulher dele e três sobrinhos morreram e ocupantes do outro veículo ficaram gravemente feridos. Segundo a polícia, Macedo dirigia embriagado.

Correio 24 Horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário