quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Petrolândia: Agência do INSS no município fecha por tempo indeterminado e atendimento é transferido para Tacaratu


Em entrevista a reportagem do Blog de Assis Ramalho e da Web Rádio Petrolândia o Gerente Executivo do INSS em Petrolina, Thalys Eliel Amaral Gomes, falou dos detalhes do fechamento da Agência do INSS em Petrolândia

A população de Petrolândia, no Sertão de Itaparica, interior de Pernambuco, foi surpreendida, na manhã desta quinta-feira (16), com o anúncio do fechamento da Agência da Previdência Social (APS) no município, por tempo indeterminado. Segundo a nota divulgada pela Gerência Executiva do INSS em Petrolina, o atendimento em Petrolândia será suspenso a partir de segunda-feira (20), devido à "precariedade da estrutura do imóvel no qual se dá o atendimento ao público, o que ocasiona prejuízos aos servidores e aos segurados que recorrem ao INSS". 

A APS funciona em espaço cedido pela Prefeitura de Petrolândia no Centro Cultural Hildebrando Menezes, no centro da cidade. O atendimento será mantido ainda até esta sexta-feira (17).

A nota ainda informa que o INSS já iniciou processo para locação de um novo imóvel em Petrolândia, onde deverá ser instalada a agência, e que o reinício do atendimento do órgão ao público será feito "tão logo tenham fim os procedimentos e trâmites administrativos para locação e adequação do novo imóvel". 

Ainda hoje será realizada reunião, no gabinete da prefeita de Petrolândia, Janielma Souza (PSB), com a participação do Gerente Executivo do INSS em Petrolina, Thalys Eliel Amaral Gomes
para formalizar a suspensão da APS local e tratar sobre as articulações do município junto à presidência do INSS, órgão sediado em Brasília-DF.

Porém, os vereadores Toinho de Eugênio e Evaldo Nascimento, já tiveram um encontro com a  Gerência do INSS, onde foi debatido o assunto.

A reportagem do Blog de Assis Ramalho e da Web Rádio Petrolândia conversou com o representante do INSS.

"Assis, a informação é essa mesma. Nós estamos interrompendo temporariamente as nossas atividades aqui na cidade de Petrolândia. Temos a perspectiva de retomar o atendimento aqui tão logo seja autorizada a locação de um imóvel, onde a gente possa funcionar as nossas atividades, mas, por ora, enquanto esse imóvel não for locado, nosso atendimento está sendo redirecionado para a cidade de Tacaratu", explicou o Gerente Executivo. 

Atendimentos agendados serão realizados na APS de Tacaratu, nas datas já marcadas para Petrolândia.

"Inclusive as pessoas que já tinham atendimento agendado aqui (em Petrolândia), com a data marcada, essa data vai ser preservada. Essas pessoas não vão perder os seus atendimentos, os seus agendamentos. Podem comparecer em Tacaratu, que esse atendimento vai ser realizado da melhor forma possível, que cause o menor impacto a essas pessoas", esclareceu Thalys. 

O Gerente Executivo ainda esclareceu sobre a falta de estrutura do atual ponto de atendimento em Petrolândia, que chegou a provocar a suspensão das atividades há alguns meses, tendo a Prefeitura assumido o compromisso de fazer melhorias no espaço cedido ao INSS. Thalys comenta ainda o desgaste à imagem do órgão em Petrolândia devido à repercussão negativa das interrupções no atendimento. 

"A gente conversou há algum tempo com a Prefeitura, em fazer algumas melhorias. A Prefeitura, de fato, fez essas melhorias, algumas delas voltaram a ter problemas, como a caixa d'água, por exemplo, ela voltou a faltar água [durante] alguns dias aqui, e outros aspectos que envolvem o prédio, foram causando prejuízos aos servidores e ao atendimento. Com o passar do tempo, esse processo de locação, que estava prometido já há algum tempo, não saiu, e aí a situação do atendimento foi se desgastando, a ponto de ter servidores adoecendo, e isso impactando no atendimento à população. Teve dia aqui em que os quatro servidores da agência estiveram doentes, entraram com atestados médicos, por motivos respiratórios e outros também, e nesse dia a agência teve que ser fechada, as pessoas que estavam agendadas não puderam ser atendidas. Esse é um exemplo de outras situações que vêm ocorrendo e causando desgaste [na imagem do INSS, pela repercussão em redes sociais e alguns blogs locais]. Então, a imagem que a Previdência quer passar pra população não é essa imagem de órgão que atende mal, que tem estrutura deficitária. Então, a gente tomou essa decisão, que, no momento, não é a melhor decisão para as pessoas que estão precisando da Previdência, mas é uma decisão que vai possibilitar à gente fornecer um serviço numa agência bem estruturada, que é a agência de Tacaratu, com uma climatização boa, com móveis, com mobiliário adequado para os servidores, e as pessoas que ali comparecerem vão ser atendidas de uma forma agradável", enfatizou. 

Perguntado se a suspensão no atendimento da agência de Petrolândia é motivada pelo não funcionamento de algumas das melhorias feitas pela Prefeitura, Thalys negou. Ele destacou que o imóvel é inadequado.   

"Não é bem isso. Independente das mudanças que a Prefeitura fez, só que essas mudanças, por melhores que fossem, elas não iriam melhorar a condição do imóvel em si. O imóvel, ele é restrito. É um imóvel pequeno, é um imóvel antigo, que não atende aos padrões do INSS. O INSS, nas diversas cidades onde atende, foram construídas agências novas, como Itacuruba, em Tacaratu, em Floresta, Belém do São Francisco [todas no Sertão de Itaparica, em Pernambuco]. Se vocês passarem pelas cidades, vão ver o que é um padrão do INSS, é uma estrutura para o atendimento. Aqui não é um prédio do INSS, aqui é um prédio que foi cedido pra que o INSS usasse, não é um prédio dos nossos padrões. Esse prédio que foi cedido, ele não atende às estruturas do INSS. O prédio é muito pequeno, que não comporta o atendimento que a gente faz: as diversas perícias médicas, os diversos atendimentos que a gente precisa realizar às pessoas. Então, esse prédio não tem estrutura, mas nossa permanência nele já era provisória. A gente queria ter ficado nele, no mais tardar, [durante] seis meses. Mas, desde que a Prefeitura fez isso [cedeu o espaço], a gente encaminhou, pediu que fosse autorizada essa locação, mas, infelizmente, até o momento, essa locação não foi autorizada".

Thalys isenta a Prefeitura de ter motivado o fechamento da instalação provisória do INSS e elogia a parceria da prefeitura local com o órgão federal.

"A locação não é feita pela Prefeitura, ela é feita pelo INSS. O INSS [agência de Petrolândia] pediu a locação, só que ela tem que ser autorizada pelas instâncias em Brasília. Então, até o momento, o Ministério do Planejamento não autorizou essa locação. Então, a Prefeitura é isenta de culpa, porque o órgão é federal, o INSS. A Prefeitura, na verdade, é uma parceira que contribui de alguma forma para que esse atendimento continue funcionando aqui", complementou.

Sobre a possibilidade de reabertura, no futuro, da Agência da Previdência Social em Petrolândia.

"Existe essa possibilidade e é por isso que nós estamos lutando. Nós servidores e eu como gerente executivo estamos batalhando e cobrando das autoridades, tanto em Recife quanto em Brasília, que aprovem essa locação, que ela é muito importante pra que a gente consiga fazer um atendimento aqui na cidade de Petrolândia."

Sobre a transferência dos funcionários da APS Petrolândia para Tacaratu.

"Os funcionários vão todos para Tacaratu, porque o atendimento vai ser realizado lá, tanto o atendimento administrativo, dos benefícios agendados, das informações, quanto também das perícias médicas. Tudo isso vai ser redirecionado para Tacaratu."

Agradecemos ao entrevistado sua atenção com a nossa reportagem.

"OK, Assis. A gente espera que, num curto espaço de tempo, a gente consiga reverter essa situação, e fornecer realmente o atendimento que a população aqui tanto merece", finalizou. 

Leia abaixo, na íntegra, a nota da Gerência Executiva do INSS em Petrolina sobre a suspensão do atendimento em Petrolândia.

Nota à população e à imprensa de Petrolândia

A Gerência Executiva do INSS em Petrolina vem comunicar que, por determinação da Superintendência Regional do INSS no Nordeste, o atendimento na Agência da Previdência Social de Petrolândia será suspenso a partir de 20/11/2017.

O motivo de tal suspensão é a precariedade da estrutura do imóvel no qual se dá o atendimento ao público, o que ocasiona prejuízos aos servidores e aos segurados que recorrem ao INSS. Informamos que o INSS já deu início a um processo para locação de um imóvel para o funcionamento da Agência de Petrolândia e que, tão logo tenham fim os procedimentos e trâmites administrativos para locação e adequação do novo imóvel, teremos o reinício do atendimento.

Os segurados que possuem atendimento agendado para a Agência Petrolândia devem se dirigir à Agência de Tacaratu, na qual ocorrerão os atendimentos anteriormente agendados. Demais informações e esclarecimentos podem ser obtidos através do telefone 135 ou do site http://previdencia.gov.br/.

Gerência Executiva do INSS em Petrolina

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos gentilmente tiradas por Maria Helena e Natanael


0 comentários:

Postar um comentário