Publicidade

Polícia Militar de Petrolândia tem encontro com a comunidade do bairro Nova Esperança

Major Reinaldo, comandante da 4a. CIPM-Petrolândia, e Capitão Alex 
"Polícia Comunitária" no bairro Nova Esperança
Na tarde desta quinta-feira (22), o Major Reinaldo, comandante da 4a. CIPM de Petrolândia, e o Capitão Alex, estiveram em reunião com a comunidade do bairro Nova Esperança, na periferia da cidade. A reunião ocorreu na Igreja Católica do bairro.

No encontro, denominado de ''Polícia Comunitária'', foram discutidos os problemas de segurança pública do bairro. Cada morador que compareceu ao evento pôde se expressar, relatando os problemas vividos por eles naquela localidade. Roubos a residências, poluição sonora e até mesmo tentativas de estupros, foram os casos mais reclamados.

A dona de casa Lucicleide relatou que no bairro reside um homem que, por várias vezes, correu atrás de mulheres, para roubar ou tentar estuprar, e que ela já sofreu esta perseguição por duas vezes. "Já está com duas vezes que este homem corre atrás de mim, mas eu conseguir me livrar. Isso sempre acontece quando eu vou pegar minha filha na escola. Mas outras mulheres daqui também já sofreram esse ataque", disse Lucicleide em relato à Polícia.

Uma outra dona de casa, Maria Amaro da Silva, pediu mais segurança durante a noite. Segundo ela, por falta de policiamento, muitos baderneiros se aproveitam para consumir drogas e cometer furtos. Inclusive, Maria Amaro afirmou que já teve sua residência roubada.

Na sua palestra, o Capitão Alex lembrou à comunidade do bairro Nova Esperança da importância de colaborar com a Polícia através de denúncias. "Qualquer cidadão pode ligar a qualquer hora para a Polícia, e não precisa se identificar. Mas é muito importante que ao ligar, o denunciante tenha os dados necessários, ou seja, todos os detalhes para que a Polícia já chegue ao determinado local com uma importante pista", disse o Capitão. Ele deixou à disposição da comunidade os telefones da Polícia Militar: 3851-0710, 3851-0711 e 9101-1835.


Logo após o encontro da Polícia Militar com os moradores da comunidade, o Major Reinaldo se mostrava bastante satisfeito. Para ele, o mais importante de tudo isso é a aproximação da Polícia com as comunidades, e vice-versa. "Foi muito proveitoso este momento, onde pudemos conversar com a comunidade para identificarmos as necessidades de segurança pública na nossa região. E também foi muito proveitoso porque nós tivemos aqui a participação popular, onde as pessoas puderam se expressar e aqui declinar quais são as dificuldades, os problemas e as principais ocorrências. Então a gente tem aqui a poluição sonora, algumas depredações em prédio público e casas, alguns roubos e furtos que estão acontecendo. E nisso nós vamos focar nossas ações para que estas situações sejam resolvidas. E aproveito para dizer à sociedade que a Polícia está aqui para servir o cidadão, e nós estamos reforçando esta ideia que nós estamos a serviço do povo. Nós estamos aqui para trabalhar a serviço do povo", finalizou o Major Reinaldo. Ele ainda afirmou ao Blog de Assis Ramalho que o trabalho "Polícia Comunitária" vai prosseguir em todo o município. Os próximos encontros serão nas Agrovilas.

Da redação do Blog de Assis Ramalho

Comentários

Publicidade