quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Petrolândia: Frequentadores da Orla Fluvial e da pista de caminhada estão desprotegidos

Foto: Lúcia Xavier

No último domingo (03) a reportagem do Blog de Assis Ramalho flagrou condutor de moto em manobras arriscadas, tanto na pista de cooper/caminhada quanto na Av. Deputado Milvernes Cruz Lima, em dia de grande calor e movimentação de frequentadores na Orla Fluvial de Petrolândia. Só para relembrar, já foram registrados acidentes graves na prainha, na pista de caminhada e na avenida da orla. O local estava totalmente desprovido de fiscalização e policiamento.

Em 29 de janeiro de 2012, em uma tarde de domingo, foi registrado o atropelamento de três pessoas na prainha, tendo uma mulher sido socorrida para Recife, em estado grave.

Na tarde de 5 de fevereiro de 2017, também um domingo, aconteceu o grave atropelamento de uma senhora que fazia caminhada na pista de cooper.

Segundo informações colhidas por nossa reportagem, a entrada de veículos para a prainha foi proibida e controlada durante certo período, porém agora está completamente liberada, além de não haver mais fiscalização nenhuma sobre o trânsito existente na área.

O Procurador de Justiça da Comarca de Petrolândia chegou a proibir, durante algum tempo, o acesso de veículos à prainha, mas, diante de grande polêmica, o cadeado que impedia o acesso à areia foi retirado. O trânsito na pista de cooper e caminhada, observamos que sempre foi aberto a motos, bicicletas, carroças, cavalos, tratores e veículos em geral, em detrimento da segurança dos pedestres e praticantes de corrida e caminhada que se arriscam a se exercitar naquele local.

Após longo período de fiscalização do acesso à prainha e controle de trânsito na pista feitos pela Guarda Municipal, o serviço foi descontinuado pela Prefeitura, o que propiciou a naturalidade com que são vistas, atualmente, as manobras de risco aos frequentadores, como alta velocidade, empinamento de motos e direção em ziguezague, com a população à mercê da insegurança, especialmente nas tarde dos domingos. 

Notícia relacionada

Redação do Blog de Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário