Publicidade />

Petrolândia: "Vai surgir um grande empobrecimento do homem do campo, de morrer sem ter direito aos benefícios, e pode ter a volta de saques a mercados." a alerta foi feita por representantes do STR, caso a reforma da previdência seja aprovada

Para falar detalhes sobre a Audiência Pública que vai acontecer nesta sexta (24), o presidente e vice do STR de Petrolândia, José Maurício e Natanael Caetano, respectivamente, foram entrevistados ao vivo pelo radialista e blogueiro Assis Ramalho, no 'Acordando com as Notícias', programa transmitido pela Web Rádio Petrolândia. O vídeo da entrevista está disponível do final desta matéria.




Por meio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia, será realizada nesta sexta-feira (24/05/2019) uma audiência pública no município, localizado na região do São Francisco, onde contará com as participações de representantes da CUT-PE, e Fetape,  Em pauta: a Reforma da previdência e sua retirada de direitos da classe trabalhadora e o impacto na economia do município.

Estão convidados a participar da Audiência a sociedade civil, órgãos públicos responsáveis pelo tratamento das questões debatidas, entidades representativas da sociedade e de setores interessados nas áreas objeto das discussões, bem como todo e qualquer cidadão que se interesse pelo tema.

Para falar mais detalhes sobre a Audiência, o presidente e vice do STR de Petrolândia, José Maurício e Natanael Caetano, respectivamente, foram entrevistados ao vivo pelo radialista e blogueiro Assis Ramalho, no 'Acordando com as Notícias', programa transmitido pela Web Rádio Petrolândia.


José Maurício e Natanael fizeram duras críticas contra a reforma da previdência do governo.

De acordo com os sindicalistas, a reforma da previdência do presidente Jair Bolsonaro ''vai enriquecer os agentes financeiro mais ainda e jogar na miséria milhões de brasileiros em pouco tempo. Entre outras críticas eles afirmam que as alterações são em cima justamente dos mais pobres, como a proposta da aposentadoria rural. "Vai surgir um grande empobrecimento do homem do campo, uma exclusão social, de morrer sem ter direito aos benefícios, e pode também ter um grande risco da volta da onda de saques a supermercados."

Se as mudanças propostas pelo governo no sistema previdenciário forem mantidas na negociação com o Congresso, um pequeno produtor ou trabalhador rural não poderá mais se aposentar por idade, sem nunca ter contribuído. No desenho feito pela equipe econômica, o jovem que entrar hoje no mercado rural ou um pequeno produtor, no regime familiar, terá de contribuir com 20 anos, no mínimo, para conseguir a aposentadoria.

STR de Petrolândia faz convite para audiência relâmpago na noite desta quinta-feira na Praça da Quadra 17 de Petrolândia

A reforma da previdência e os seus reflexos também serão tema de uma audiência relâmpago a ser realizada na noite desta quinta-feira (23), na Praça da Quadra 17 de Petrolândia. Toda a comunidade está sendo convidada a participar.

Assista abaixo na íntegra a entrevista


Redação do Blog de Assis Ramalho

Comentários

Publicidade