Custom Search
quarta-feira, 22 de maio de 2013

Jatobá: Prefeito Robson Leandro faz balanço dos quatro primeiros meses de governo, em entrevista ao Blog

Robson Leandro, prefeito de Jatobá (PE)
Assis Ramalho entrevista Robson Leandro 
O prefeito Robson Leandro (PT) recebeu no seu gabinete a reportagem do Blog de Assis Ramalho, para fazer uma avaliação dos seus quatro primeiros meses de gestão à frente da Prefeitura Municipal de Jatobá, no sertão de Itaparica, em Pernambuco. Na ocasião, o prefeito disse que está trabalhando arduamente em todas as áreas, mas que tem sentido muitas dificuldades em relação aos problemas herdados da gestão passada.

Na entrevista, Robson fala que a crise financeira, enfrentada pelas prefeituras, tem prejudicado o seu governo, mas que tem enfrentado de frente esse momento difícil, tomando medidas de austeridade, de arrocho fiscal e contendo as despesas ao máximo que pode, acreditando que esses momentos de turbulência irão passar.

O prefeito diz, também, que a gestão passada deixou as instalações do Hospital de Itaparica em situação precária e com falta de médicos, mas que tem tomado medidas para resolver o problema e, atualmente, há médicos 24 horas por dia, em todos os dias do mês.

Robson afirma que a área de educação vai bem, mas que está iniciando reformas das escolas, e quer criar  no município um modelo padrão e uma escola modelo. Será uma escola com ambiente climatizado, onde os alunos vão ter acesso a inclusão digital e onde os professores possam ter o seu próprio laptop.

O prefeito Robson também diz que o município de Jatobá, para crescer, precisa urgentemente fazer uma reforma administrativa, com adequação de secretarias existentes e criação de novas pastas, importantes para o município captar recursos e melhorar seu crescimento. A proposta inicial é apresentar na Câmara de Vereadores, até a metade do mês de junho, a proposta de criação da Secretaria de Assuntos Indígenas, da Secretaria da Agricultura, Piscicultura e Desenvolvimento Agrário e também a criação da Secretaria de Cultura, Turismo e de Esportes, que será desmembrada da Secretaria de Educação, que atualmente engloba essas áreas.


Acompanhe abaixo, na íntegra, a entrevista concedida pelo prefeito de Jatobá, Robson Leandro, a Assis Ramalho.
  
Perguntamos sobre as realizações do governo Robson Leandro em seu primeiros quatro meses de gestão: 

"Assis, primeiramente, é uma satisfação muito grande poder receber você aqui, mais uma vez, na nossa cidade. Sobre o nosso início de gestão, nós podemos dizer que começamos com muita força e com muita proteção de Deus, e nós estamos trabalhando duramente em todas as áreas. Temos provocado muitas mudanças, mudanças nas secretarias, mudanças no atendimento. Mas nós também temos tido muitas dificuldades porque, infelizmente, nós temos tido muitas questões e muitos problemas a serem resolvidos da gestão anterior. Mas, como é um desafio pra gente administrar o município de Jatobá, e transformar Jatobá em uma cidade melhor, eu acho que não estaria preparado para ser prefeito se achasse que não iria encontrar problemas aqui, na posição em que eu estou. Nós temos tido problemas, mas nós temos tido muita responsabilidade, muita ética, muita delicadeza na forma de tratar os problemas deixados e nós estamos aqui, vencendo a cada dia, e estamos prontos para transformar Jatobá em uma cidade cada vez melhor."

Perguntamos como a prefeitura tem enfrentado a crise financeira que atinge as prefeituras do país, principalmente as do Nordeste:

"Olha, Assis, a crise tem prejudicado os municípios brasileiros e, infelizmente, logo no nosso primeiro mandato, a gente já está se deparando com essa situação alarmante. Mas a gente tem enfrentado a crise, atacando a crise de frente. Temos tomado medidas de austeridade, de arrocho fiscal, contendo as despesas ao máximo que se pode. Nós temos controlado a folha de pagamento, temos analisado ítem a ítem, e a gente está conseguindo, mesmo com essa crise, fazer uma certa economia, e preparar Jatobá para o futuro. Acredito que os momentos de turbulência irão passar. Enquanto isso, nós estamos tomando as medidas necessárias para conter a crise e caminhar pra frente."

Perguntamos se houve demissão de funcionários no início do seu governo: 

"Quando iniciamos o mandato, no dia primeiro de janeiro, automaticamente os cargos comissionados foram exonerados. Os funcionários efetivos permanecem na prefeitura. A medida que eu tomei para não ter que passar por esse problema foi contratar de forma racional e mais devagar. Eu não fiz como muitos prefeitos, que, no início dos seus trabalhos, colocaram muita gente para trabalhar, encharcando as prefeituras, e depois da crise tiveram que se ver expostos, diante da medida de ter que diminuir a folha de pagamento, através de demissões de funcionários. Eu estou controlando as admissões, fazendo a racionalização das contratações. Assim, eu estou evitando de passar por esse constrangimento, que não é bom nem para as pessoas e é pior ainda para o prefeito que tem que demitir."

Perguntamos o que seu governo tem feito e o que pretende fazer pela educação e pela saúde:

Sobre a saúde:
"Assis, a prioridade do nosso governo é de melhorar a saúde. Foi um pedido da sociedade que se melhore a saúde, que nós encontramos, infelizmente, totalmente defasada, com problemas que vão desde as instalações precárias do Hospital de Itaparica à falta de médicos. Mas nós temos tomado medidas. Hoje, nós temos todas as cargas horárias preenchidas pelos médicos. Nós temos médicos 24 horas por dia, durante todos os dias de cada mês. Nós estamos a cada dia contratando mais médicos, porque essa é a prioridade do nosso governo. Eu fui eleito com um pedido e com um clamor da comunidade de Itaparica, de Jatobá e da zona rural, para melhorar a saúde, e isso eu estou fazendo. Estamos conseguindo a aprovação, depois de mais de 12 anos, para o funcionamento do equipamento de raio X. Já tivemos a presença de um representante do Departamento de Energia Nuclear, que vistoriou a sala de raio X. Eu tenho certeza que, dentro dos próximo 60 dias, nós teremos esse relatório que vai ser favorável ao início das atividades. Essa conquista é uma vitória de Jatobá, porque faltou vontade política para fazer com que a sala funcionasse."

Sobre a educação;
"A gente pode dizer que a educação aqui no nosso município vai bem. Mas a gente tem que melhorar cada vez mais. Não é porque vai bem que a gente vai dizer que não tem que melhorar. Estamos passando por um processo de início das reformas das escolas, criando aqui no município um modelo padrão, uma escola modelo. Será uma escola com ambiente climatizado, onde os alunos vão ter acesso a inclusão digital. Será uma escola onde os professores possam ter o seu próprio laptop, e que seja enquadrado em um modelo de gestão educacional que eu estou tentando implantar. E aí, feito essa primeira escola modelo, essa escola padrão, eu vou pegar esse modelo e passar para todas as escolas do município, melhorando as instalações, mas, principalmente, valorizando o professor, porque ele sim, é o responsável pela melhoria da educação do nosso país."

Perguntamos se, a exemplo de outras prefeituras, Jatobá tem tido dificuldades para encontrar bons médicos que queiram trabalhar no interior:
"Não tem sido diferente. Jatobá sofre do mesmo jeito. Mas o que acontece na gestão da gente é que eu nomeei uma equipe de saúde que, além de ser muito competente, tem muito conhecimento. O gestor, na hora da contratação, é o diferencial. Quando você tem um gestor que está aberto às negociações, aberto ao diálogo, quando você tem um gestor que está preocupado com o futuro do município e que se dispõe a fazer o máximo possível, os médicos vão se aproximado, vão se propondo a trabalhar. É isso que tem acontecido aqui. A gente tem tido as mesmas dificuldades, mas, em compensação, o acesso ao prefeito, a proposta e a transparência daquilo que a gente quer fazer, tem feito com que alguns médicos se aproximassem e, com isso, a gente tenha completado o nosso quadro de médicos. Estamos passando por algumas dificuldades com relação à parte financeira, porque a gente tem alguns contratos junto ao governo do Estado que não estão sendo honrados, mas com o empenho do gestor e com o empenho da equipe de saúde, nós estamos conseguindo superar todas as dificuldades."

Perguntamos sobre a promessa de campanha para criar novas secretarias:

"Nós passamos esse início de mandato tentando ajustar a máquina, tentando passar por desafios que eram necessários. Agora que estamos com quatro meses de governo, e estamos mais estabilizados, nós vamos tratar da reforma administrativa. O município de Jatobá, para crescer, precisa urgentemente fazer uma reforma administrativa, com adequação de secretarias e a criação de outras secretarias importantes para que o município possa crescer, captar recursos e melhorar cada vez mais o sistema de crescimento. A minha proposta inicial é apresentar na Câmara de Vereadores, até a metade do próximo mês (junho), a criação da Secretaria de Assuntos Indígenas, que é uma promessa do candidato, mas agora, é um compromisso do prefeito. A criação da Secretaria da Agricultura, Piscicultura e do Desenvolvimento Agrário, e também a criação da Secretaria de Cultura Turismo e de Esportes, que será desmembrada da Secretaria de Educação, que hoje está absorvendo todas essas faixas. No mais, eu quero criar uma Secretaria de Planejamento que possa unir e coordenar as atividades de todas as secretarias do município. Aí sim, com a criação destas secretarias, nós teremos uma estrutura mais sólida, mais firme e mais preparada para fazer o município crescer."

Sobre o recente lançamento do plano de desenvolvimento da piscicultura no município e do projeto de lei estadual para denominar Jatobá a capital pernambucana da tilápia:

"Assis, você esteve presente nesta sessão do lançamento, onde eu tive a oportunidade de receber o então Secretário de Estado, Dr. Ranilson Ramos, e o Secretário Executivo, Dr. Aldo Santos, que vieram com toda a sua equipe. Eles vieram aprovar e iniciar os contatos com a prefeitura de Jatobá, para que a gente estabelecesse um convênio para desenvolver a piscicultura do nosso município. Foi um momento de muita satisfação, e esse alvo que nós almejamos é um objetivo de todo o município. Todo o município está na expectativa que a gente possa se desenvolver economicamente, através da atividade da piscicultura. E, além do plano de desenvolvimento da piscicultura, nós temos a participação do nosso deputado estadual Clodoaldo Magalhães, que teve a honrosa ideia de lançar na Assembléia Legislativa um projeto para transformar Jatobá na Capital da Tilápia de Pernambuco. Esse projeto já tramitou e já foi aprovado na Assembleia, e agora está esperando apenas a sanção do nosso governador, Eduardo Campos."

Perguntamos se no seu governo já foi iniciada alguma obra de construção e, se não, quais estariam a caminho:

"Ainda não. Nós temos muitos planos para construção de obras, inclusive eu sou profissional da área. Eu sou construtor e engenheiro civil, e nós entendemos um pouco o que é obra. Eu já estive do outro lado da vitrine, já estive como construtor, prestando serviços para várias prefeituras e a gente sabe que obras tem que ter um momento certo. Diante das dificuldades que os municípios estão passando, a gente tem que fazer um aporte de recursos, para que a gente possa dá início às obras que foram prometidas em campanha, e nós temos várias obras aí para se iniciar. Nós estamos na fase de estudo, na fase de elaboração de projetos e na fase de viabilização econômica para que os projetos sejam executados. Nós temos obras, como por exemplo, a cidade de Jatobá, hoje, tem um grande número de ruas que ainda não estão pavimentadas. Eu pretendo concluir, com qualidade, os serviços de pavimentação do bairro Boa Esperança, e avançar para o lado do Jatobá 2. Temos hoje, em fase de elaboração de projeto, a construção de um bairro que nós iremos fazer na cidade, onde eu pretendo concluir 200 unidades habitacionais. É um absurdo que um município como Jatobá só tenha construído, até hoje, 47 unidades, por causa das dificuldades que tinha. Mas hoje, nós estamos com esse projeto, que está na fase de elaboração. Temos também, através de uma solicitação que foi feita através do Ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, a possibilidade de derivar do projeto Água para Todos, (através) da adutora que está levando água para Caraibeiras, de levar água para o distrito de Moxotó. Moxotó precisa urgentemente ter sua adutora, para levar água para aquela comunidade. Na volta do Moxotó também. Nós temos um projeto para reformar o Museu e também queremos possibilitar a execução da estrada que dá acesso ao distrito. São 7 km de estrada, que a gente sabe que é uma necessidade do povo e que vai melhorar a qualidade de vida das pessoas que moram lá. Na parte de saúde, de acordo com o que nós conversamos, e temos chegado a um entendimento com o Secretário do Estado, Dr. Antonio Figueira, o Hospital de Itaparica vai precisar ser ampliado. Nós vamos ampliar o Hospital, estabelecer convênio com o Governo do Estado, para que junto nós possamos oferecer um serviço de saúde melhor. Enfim, Assis, nós temos muitos planos, mas essas obras, que eu acabei de citar aqui, são as iniciais para que a gente possa começar a executar e fazer o município melhorar."

Perguntamos o que há de verdade sobre suposta ação, movida pelo município, fazendo com que Jatobá pegasse uma fatia do repasse do royalties do município de Paulo Afonso (BA) e se Jatobá já está recebendo esse dinheiro:

"O que tem de verdade, Assis, é que realmente existiu uma ação que o município de Jatobá moveu, há alguns anos. Essa ação ainda não foi totalmente deferida, mas realmente nós já estamos começando a receber esse repasse dos royalties desta CFRH, que prejudicou o município de Paulo Afonso. Mas eu aqui, no meu papel de gestor, na realidade estou recebendo os recursos e fazendo os acompanhamentos de uma ação que foi movida anos atrás. Então, realmente eu sei que é uma dificuldade para o município vizinho (Paulo Afonso), mas nós estamos aqui, prontos para executar aquilo que a justiça determinar que é legal. E, realmente, as condições do nosso município melhoraram muito."

Perguntamos qual o aumento na arrecadação do município, com o ganho da causa:

"O município de Jatobá recebia em torno de R$ 120 a 130 mil (de royalties) e passou a receber R$ 450 mil. Com a redução da tarifa de energia elétrica, medida tomada pela presidente Dilma, esse repasse diminuiu também, porque ele é proporcional à arrecadação que se faz com relação à energia elétrica. Então, dá um acréscimo de aproximadamente 300% entre o que se recebia antes e se passou a receber agora."

Perguntamos sobre o que trouxe de positivo para o município, após participar de recente encontro em Brasília, com senadores e deputados:

"Esse encontro que tivemos em Brasília foi de fundamental importância, porque foi um encontro proporcionado pelo senador do PT, Humberto Costa, que convidou todos os 13 prefeitos (de Pernambuco), filiados ao PT. Lá, nós tivemos várias sessões proveitosas. Tivemos sessão com o Ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho. Nesta sessão nós apresentamos o projeto que eu já citei nesta entrevista, da derivação de uma adutora para levar água para o Distrito do Moxotó. Também tivemos uma sessão com a Ministra Marta Suplicy, que se encantou com o projeto do Museu, que também se encontra na Volta do Moxotó. Lá, tivemos também a proposta lançada pelo Ministro da Saúde, pra gente ampliar o Hospital, em parceria com o Governo do Estado, e de trazer mais uma unidade de PSF para o município. Hoje, nosso município já tem quatro unidades (PSF) em funcionamento e uma em construção. Lá em Brasília, estivemos com a Ministra Ideli Salvatti (PT), que também nos recepcionou muito bem, e se colocou à disposição, como uma das articuladora da presidenta Dilma, para articular junto aos demais ministérios todos os pedidos e solicitações do município de Jatobá. Enfim, foi um encontro muito proveitoso, que finalizou-se com um encontro com o Ministro das Cidades, passando pra gente a possibilidade de construções de casas pelo Programa Minha Casa Minha Vida."

Perguntamos sobre o fato de a maioria dos vereadores ser da oposição e se, por esse motivo, estaria sentindo alguma dificuldade de governar:

"Olha, Assis, o relacionamento com a Câmara é o melhor possível. Nós estamos começando a nossa gestão. A gente ainda não tem uma total experiência no Poder Executivo, mas na Câmara também existem vereadores que também estão no primeiro mandato. Então nós estamos construindo esse ambiente, nós estamos construindo essa parceria porque, independente de ter sido eleito ao meu lado ou não, o vereador é eleito para ajudar o Poder Executivo a conduzir o município para um lugar melhor, e fazer o município crescer. O papel do vereador é de fiscalizar, mas o papel também é poder contribuir com o Poder Executivo. Tem que haver uma parceria para que a gente melhore o município, porque quando a gente melhora o município, a gente deixa um bom legado para os munícipes e para as outras gerações que virão. Então, na Câmara, a maioria é formada por amigos meus de infância e eu estou tentando mostrar a cada dia, que trabalho com responsabilidade, que trabalho com respeito ao Poder Legislativo, com ética e com compromisso, acima de tudo, com a população. Os vereadores que enxergarem a seriedade do trabalho da gente, que enxergarem a lisura e a transparência de nossas ações, com certeza irão me ajudar a conduzir o município. Então, hoje pra mim está fácil, porque eu não considero que eu tenha adversário. Eu considero que a gente tem que ter uma parceria para levar o município adiante. Meu diálogo é bom, e estou sempre pronto para servir aos vereadores, servir ao Poder Legislativo, porque eu sou uma pessoa de fácil acesso e sempre pronto para os esclarecimentos possíveis. E com esta postura que eu tenho adotado, mais cedo ou mais tarde, os vereadores terão que tomar um posicionamento, e realmente enxergar e reconhecer que o trabalho da gente está sendo feito para o povo. E se é feito para o povo, eles têm que colaborar e me ajudar nessa missão."

Agradecemos ao prefeito por ter recebido a reportagem do Blog de Assis Ramalho no seu gabinete e pedimos suas considerações finais:

"Assis, eu é que agradeço a você e sempre estou a sua disposição, através do seu Blog, para esclarecimentos, para tomadas de iniciativas. A gente precisa disso, a gente precisa divulgar as nossa ações, a gente precisa divulgar aquilo que a gente tem feito de bom, mas a gente precisa também falar e explanar das dificuldades que hoje nós temos, deixadas pela gestão passada. Estamos em um período turbulento, em um período de início, mas existe a esperança de a gente vencer e fazer um bom trabalho, e esse é o meu papel e o meu desejo. Eu só tenho a agradecer a você, Assis, pela oportunidade. Obrigado." 

Da Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Assessoria de Gabinete do Prefeito


Um comentário:

  1. -etalta mais uma coisa vocé
    fazer vá venda fudo o que fen e dé o dinheiro aos pobres e assim vocé
    feeerá riquezes mo céu Depois venha e mee siga. Quanqo o homem ouviu isso fe -
    chou a cara ; e, porqueee era muito
    rico, foi embora frisfe.
    marcos 10.17.22

    ResponderExcluir