segunda-feira, 5 de junho de 2017

Petrolândia: Marcos Frota Circo Show encanta o público em sua penúltima noite, no domingo (04)




Continuamos com a cobertura completa do Marcos Frota Circo Show em Petrolândia. Dessa vez, conhecemos um pouco dos bastidores, da organização e da vida de alguns membros da companhia.

Neste domingo (4), na segunda sessão do espetáculo - conversei com alguns artistas:

” Meu nome é Danyllo, sou o palhaço Pirulito. Estou gostando muito da cidade, estou achando o povo bem acolhedor, fui no centro e vi o quanto eles gostam de circo. A gente estava muito motivado a vim aqui, por saber o quanto o pessoal gosta de circo e até então a gente nunca tinha ficado tão próximo de um rio, e a gente está gostando dessa onda de estar perto do rio São Francisco.
Eu gosto de fazer o número falado, são as palhaçadas faladas que eu me identifico mais. Aqui eu aprendi a fazer mais mimica.

Seu histórico
Eu tenho 9 anos de circo, e tudo começou quando tinha um circo pequeno na esquina de minha casa, na minha cidade, e toda vez que eu passava  eu ficava naquela curiosidade de como era lá dentro, Ai, por coincidência, meu primo começou a trabalhar no circo, foi onde eu tive a oportunidade de trabalhar. Era um circo super pequeno, mas eu comecei a evoluir lá dentro, comecei como ajudante, o dono queria que eu olhasse a cerca, mas eu não queria olhar a cerca  eu queria participar do espetáculo, ai teve um dia que o palhaço ficou doente e eu tive que entrar. Agradei no primeiro dia e estou até hoje, e tenho uma filha de 5 anos que já participa do espetáculo.”

Depois de conversar com o palhaço Pirulito (Danyllo), continuamos a acompanhar os bastidores e conversamos com mais membros:

“Meu nome é Eduardo, o palhaço Xereta. Estou com Marcos há 26 anos, mas nasci no circo e sou de família circense. Já fiz globo da morte, trapézio e agora a gente está aqui em Petrolândia, cidade muito bonita, na beira do rio São Francisco, que é muito legal. Quem poder prestigiar o circo não vai se arrepender, vai deixar o estresse lá fora e vai esquecer os problemas de casa''. Disse Eduardo.”

“Meu nome é Antônio Marcos, sou trapezista e equilibrista e comecei a fazer os dois com 14 anos. A maior dificuldade é aprender no começo, por que é preciso ter muita prática.”

“Sou João Pedro - palhaço berinjela - e moro no circo desde  criança. Meu pai é o produtor do Marcos Frota, e exerço minha profissão desde os 12 anos. Estou gostando muito de Petrolândia, o público é bem animado.”

“Olá, meu nome é Luís Felipe e eu faço o diabolô e o ioiô chinês. Eu faço diabolô há 4 anos. Estou gostando muito de Petrolândia, a vista do rio (São Francisco) está sendo muito legal.”

Conversamos também com a senhora de 47 anos que faz o balé aéreo:
“Eu trabalho no circo Marcos Frota há 6 anos, e tenho 30 anos de profissão nessa área.”

Conhecemos os irmãos Fabiana e Fábio:
“Eu sou Fabiana, trabalho no tecido com meu irmão, estamos no circo Marcos Frota há 7 meses e estou gostando muito da cidade, é muito legal.”

“Meu nome é Fábio, sou equilibrista do circo e assim como minha irmã, eu nasci do circo. Estou gostando muito do público de Petrolândia, são muito animados e acolhedor.”

Depois de fazer a cobertura nos bastidores na segunda sessão, voltei para público e acompanhei as reações deles enquanto assistiam o espetáculo, e colhemos comentários de alguns que estavam presentes:

“Eu sou Érico Herbert, sou médico na cidade e estou achando fantástico o espetáculo, muito bem produzido com artistas que mostram muito talento e entretenimento de boa qualidade.”

“Sou Rogério Novaes, estamos aqui pra ver o espetáculo do circo, e que contribuiu muito para as crianças de nosso município. Como hoje estamos carente de festas e eventos, então o circo vem a contribuir. Quantas crianças tem ali rindo e se divertindo, então acho que serve muito para nossa comunidade ver que a cultura é quem faz a criança rir e a criança crescer. Então foi um grande presente para a nossa cidade. “

“Meu nome é Rojjes Silva. O circo é voltado mais para apresentações, diferente de todos que já passaram aqui na cidade. No meu ponto de vista, valorizando mais a cultura como o xaxado, a cultura de Salvador e não esquecendo o palhaço.”

“Meu nome é Zé Diels. Eu sou Militar, e venho assistindo muitos espetáculos de vários circos, e o circo Marcos Frota é um circo com uma qualidade sensacional para uma família que ainda preza para uma cultura bastante elevada. O circo Marcos traz a alegria sem ferir nenhum princípio; seja da criança, do adolescente, do adulto ou do idoso. Ele traz aquela coisa gostosa, saudosista com artista de alta qualidade. Parabéns ao circo Marcos Frota!”

No seu penúltimo dia, o circo conquistou a todos com um espetáculo focado na cultura brasileira.

Hoje (segunda-feira), será o último dia do espetáculo com duas sessões. A primeira começa as 18h, e a segunda às 21h. Aproveite essa últimachance, e vá conhecer o circo que encanta a todos. O Marcos Frota Circo Show.

Ver fotos > 3º dia do Marcos Frota Circo Show em Petrolândia - Domingo, 04/06/2017

Por: Tony Souza


0 comentários:

Postar um comentário