quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Quadrilha que fraudava licitações desvia R$ 12 milhões de prefeituras de Alagoas


Papelaria que vende geladeira e motorista com milhares de reais na conta. Situações como essas, nada comuns, chamaram a atenção do Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal e aos Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica e Conexos (Gaesf) do Ministério Público Estadual (MPE), que ao investigar descobriu uma quadrilha que fraudava licitações e vendia notas fiscais para, segundo os promotores, dezenas de prefeituras de Alagoas. 
A quadrilha é acusada de desviar 12 milhões de reais através de 17 empresas de fachada. Os golpes aos cofres públicos incluíam sonegação fiscal, falsificação de documentos públicos, organização criminosa e falsidade ideológica.

No início da madrugada de ontem, com o apoio das polícias Civil e Militar, o Gaesf realizou uma operação, denominada Perfídia, que significa desleal, para cumprir mandados de busca e apreensão, além de mandados de prisão, em desfavor dos suspeitos de tais crimes.

Por: Gazeta de Alagoas


0 comentários:

Postar um comentário