quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Paulo Câmara discute propostas com representantes da construção civil em Pernambuco


No encontro, socialista citou as ações primordiais para o Estado nos próximos quatro anos, como a viabilização do miniarco, em Abreu e Lima (Foto: Hélia Scheppa/PSB)

O governador e candidato à reeleição Paulo Câmara (PSB) debateu, na tarde desta quarta-feira (19), propostas com representantes da construção civil em Pernambuco. O encontro foi organizado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (ADEMI) e Sindicato das Empresas de Compra e Venda, Locação e Administração de Imóveis e dos Edifícios em Condomínios (Secovi). Na ocasião, além de receber do socialista um balanço da atual gestão, a categoria apresentou sugestões para os próximos quatro anos.

Durante o debate, Paulo reforçou o compromisso com as obras de infraestrutura em Pernambuco. Entre as intervenções, o socialista destacou a importância da construção miniarco, em Abreu e Lima, com o objetivo desafogar o trânsito da BR-101. A duplicação da BR-232 até Arcoverde, no Sertão, a sua triplicação, na saída do Recife, e as melhorias das PEs 45 e 90 também foram enfatizadas pelo governador Paulo Câmara como ações primordiais para a melhoria da infraestrutura rodoviária do Estado. “Também temos a requalificação dos aeroportos regionais, o de Araripina e Caruaru. A questão da água continuará sendo prioridade. Vamos fazer obras que não concluímos por causa da crise e continuar sendo eficientes. Pernambuco foi considerado pela Folha de São Paulo o 4º estado em eficiência, o que mostra que a gente conseguiu, a partir do nosso modelo de gestão, fazer mais com menos”, declarou. Na ocasião, a autonomia do Porto Suape voltou a ser defendida pelo governador.

Paulo Câmara ainda afirmou que nos próximos quatro anos irá atuar para promover maior integração no Estado. “Vamos buscar desenvolvimento integrado de todas as regiões e vamos dar foco especial na Região Metropolitana do Recife. Pernambuco é dos poucos estados que cumpriu as etapas que estavam previstas no Estatuto da Metrópole. Vamos continuar com esse trabalho. Vamos atuar ainda mais naquilo que a gente soube fazer. Fizemos um pacto na saúde, um pacto na segurança e uma grande pactuação na educação. Agora chegou a hora de fazer também na economia. Temos uma meta mobilizadora que é o emprego”, pontuou.

Na apresentação feita, o governador destacou que, apesar da crise financeira vivenciada no país desde 2015, foi possível avançar em Pernambuco. Nos quatro anos de gestão, os investimentos totalizam mais de R$ 6 bilhões. No primeiro mandato de Paulo, a infraestrutura hídrica teve atenção especial. Além de buscar soluções para a continuidade das obras da Adutora do Agreste, Paulo também tirou do papel as adutoras do Pirangi e Sirigi e está fazendo Serro Azul e Alto Capibaribe, que juntas ajudarão a amenizar a falta de água no Agreste pernambucano.

Presidente do Sinduscon, José Antônio Simon, agradeceu a participação do candidato e destacou que o encontro, sempre realizado nas últimas eleições, cumpriu o objetivo. “Acredito que todos ficaram satisfeitos, nós que organizamos, o governador que participou como candidato e a plateia, que deu para tirar dúvidas, consolidar conceitos e passar a imagem do que tem pela frente para o futuro do nosso Estado”, destacou.

FRENTE POPULAR DE PERNAMBUCO


0 comentários:

Postar um comentário