Publicidade

Câmara homenageia Dia Nacional da Consciência Negra

Ministra Nilma Lino Gomes participou da solenidade, realizada nesta quinta-feira (19/11) no Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados (Foto: Ascom MMID)

A Câmara dos Deputados realizou nesta quinta-feira (19/11) sessão solene do Congresso Nacional homenageando o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. A ministra das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Nilma Lino Gomes, participou da abertura do evento, realizado no auditório Nereu Ramos. Também estiveram presentes a consulesa da França, Alexandra Loras, o embaixador do Mali, Mamadou Traore, e o procurador do Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro, Wilson Prudente.

Em sua fala, a ministra Nilma Lino Gomes contextualizou o surgimento do Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra e a necessidade de se superar o racismo na sociedade brasileira. “O 20 de novembro é um momento para comemorar, mas também de reflexão, para discutirmos e avaliarmos os limites e os avanços da superação do racismo em nossa sociedade”, afirmou. Na ocasião, foi exibido o vídeo “Lugar do Negro”, da campanha Novembro pela Igualdade Racial. “O lugar do negro e da negra é em todo lugar, é onde o negro e a negra quiserem estar. Os dados estatísticos e pesquisas apontam que ainda há muito a se fazer para superar o racismo, a discriminação racial e o sexismo”, declarou Nilma Lino Gomes.

De acordo com a deputada federal Tia Eron, que presidiu a sessão: “Nesse momento de alegria não podemos esquecer que a nossa luta ainda está começando. Precisamos empoderar os negros com mais acesso a educação e pleno conhecimento de sua história e da história do mundo. É importante que todos, independentemente da cor da sua pele, saibam que esta luta é de todos nós”, afirmou a deputada.

Histórico

A data lembra o dia em que Zumbi dos Palmares foi assassinado, em 1695. A República dos Palmares é um dos principais símbolos da resistência negra à escravidão. Em 1971, ativistas do Grupo Palmares, do Rio Grande do Sul, constataram a data da execução de Zumbi e iniciaram uma série de comemorações anuais, elevando-a como data de referência negra. Sete anos depois, o Movimento Negro Unificado contra a Discriminação Racial incorporou a data como celebração nacional e tornou Zumbi dos Palmares um herói nacional, vinculado diretamente à resistência do povo negro.

Em 2003, a Lei 10.639/03, sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, estabeleceu o 20 de novembro como Dia Nacional da Consciência Negra no calendário escolar brasileiro. Já em 2011, a Lei Nº 12.519 instituiu a data como Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra.

Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR)

Comentários

Publicidade