quinta-feira, 2 de agosto de 2018

O uso de açúcares e adoçantes no controle da diabetes


Quando se fala em alimentação para diabéticos ainda são muitas as dúvidas sobre o que pode ou não comer para manter o equilíbrio dos níveis glicêmicos. Mas, conclui-se previamente que a pessoa diabética será proibida de consumir açúcar para o resto da vida. Felizmente essa ideia não passa de um equivoco, pois a sacarose, consumida de forma balanceada, não interfere no equilibrado dos níveis de glicose do sangue. No entanto, a sacarose pode ser comparada a qualquer outro carboidrato, seja simples ou complexo.

Por isso, o uso dos açúcares deve ser evitado pelos diabéticos, mesmo tendo várias opções como o demerara, cristal, mascavo, pois a sacarose aumenta rapidamente a glicose. No caso, os adoçantes são mais aconselháveis para o uso diário já que foram testados e aprovados para o uso em humanos, com boa segurança. Entre as várias opções, o stévia é o mais saudável por ser extraído da cana de açúcar.

De acordo com a endocrinologista da Clínica SiM, Clarissa Barreto, é aconselhável que os diabéticos prefiram os carboidratos complexos, que são aqueles com maior teor de fibras como: a batata-doce, inhame, cará, macaxeira, os feijões e o pão integral. “Com uma glicemia estável e sem grandes variações o paciente fica menos susceptível às possíveis complicações do diabetes que são: retinopatia, nefropatia, neuropatia, infarto do peito, AVC, dentre outras” explica.

Mas, se mesmo com as restrições as taxas continuarem altas, nada como uma consulta com um profissional capacitado para rever os hábitos alimentares, pois o máximo de variação aceitável em adultos é de 50mg/dL, ou seja: metas de glicemia de 80mg/dL a 130mg/dL, 90mg/dL a 140mg/dL, por exemplo. Ainda de acordo com a Dra. Clarissa Barreto, algumas regras devem ser adotadas para evitar a variação da glicemia como ter uma rotina alimentar saudável, praticar exercícios físicos, tomar os medicamentos adequadamente e ir ao médico periodicamente.

Saiba mais sobre os edulcorantes e seu uso

Os edulcorantes, conhecidos como adoçantes, são aditivos alimentares de sabor extremamente doce, utilizados em alimentos e bebidas industrializados com o objetivo de substituir total ou parcialmente o açúcar. Suas versões dietéticas são produtos formulados para dietas com restrição de sacarose, frutose e ou glicose para atender às necessidades de pessoas sujeitas à restrição da ingestão desses carboidratos.

Os edulcorantes aprovados pela ANVISA, tem Ingestão Diária Aceitável (IDA) em doses máximas: Sacarina (5mg/kgde peso dia), Ciclamato (11 mg/kgde peso dia), Aspartame *(40mg/kgde peso dia), Glicosídeos de Esteviol (Estévia) (4 mg/kgde peso dia), Acesulfame de potássio (15 mg/kgde peso dia), Sucralose (15 mg/kgde peso dia), Neotame (2mg/kgde peso dia). .

Os adoçantes foram formulados para atender às necessidades de diabéticos em substituição ao açúcar. Atualmente, também são utilizados com o objetivo de redução de calorias dia da alimentação, com o objetivo de perda ou controle de peso”, explica a nutricionista e professora da Universidade Salgado de Oliveira, Tarciana Lima. O uso moderado de 5- 6 gotas na porção da preparação, nas seis refeições, garante uma ingestão controlada da substância ao longo do dia.

É importante atentar para as contra-indicações específicas como gestantes, pacientes renais e hipertensos - que devem evitar adoçantes a base de ciclamato e sacarina, como também os fenilcetonúricos que não podem consumir adoçantes a base de aspartame. “Todos devem evitar o excesso de adoçantes na dieta e preferir adoçantes naturais, como stévia, sorbitol, xilitol, monitol, eritritol. Deve-se evitar também a utilização indiscriminada de produtos lights e diets e fazer rodízio entre dois ou três adoçantes durante a semana”, comenta.

O tipo de adoçante a ser utilizado deve ser sob orientação de um nutricionista ou um médico, lembrando que todo tipo de excesso traz prejuízos à saúde, e os adoçantes dietéticos não fogem a essa regra.

Serviço:
Onde: Avenida Conde da Boa Vista, 710
Quando: De segunda a sexta, das 6h às 17h; aos sábados, 6h às 12h
Telefones: (81) 4042.9660
Site: www.clinicasim.com
Instagram: @clinica.sim
Facebook: /clinicasimboavista/

Universidade Salgado de Oliveira
Onde: Av. Mal. Mascarenhas de Morais, 2169 - Imbiribeira, Recife - PE, 51170-000
Site: https://universo.edu.br/

Assessoria de Imprensa Universo e Clínica SiM


0 comentários:

Postar um comentário