quinta-feira, 8 de maio de 2014

Morre o cantor Jair Rodrigues aos 75 anos


Morreu na manhã desta quinta-feira (08), em São Paulo, o cantor Jair Rodrigues. Ele faleceu em sua residência, em Cotia (SP). Segundo informações do G1, a causa da morte ainda não foi divulgada. 

Jair Rodrigues de Oliveira (Igarapava, 6 de fevereiro de 1939 — Cotia, 08 de maio de 2014) foi um cantor brasileiro, pai dos também cantores Luciana Mello e Jair Oliveira (Jairzinho), que seguiram a carreira musical. Foi criado em Nova Europa, cidade do interior de São Paulo, onde morou até 1954; depois mudou-se com a família para São Carlos, onde pôde começar sua carreira musical, pois a cidade possuía a melhor vida noturna de toda a região.

Sua carreira musical começou quando foi crooner no meio dos anos 50 no interior de São Paulo, na cidade de São Carlos, lá chegando em 1954 e participando da noite são-carlense que era intensa na época, também com participações na Rádio São Carlos como calouro e com apresentações, vivendo intensamente em São Carlos, até o fim da década.

Em 1958 Jair Rodrigues prestou o serviço militar no Tiro de Guerra de São Carlos, como Soldado Atirador nº 134, que na época era denominado TG 02-043.

No início da década de 60 foi tentar o sucesso na capital do Estado, e obteve-o participando de programas de calouros na televisão.

Em 1965, Elis Regina e Jair Rodrigues fizeram muito sucesso com sua parceria no programa O Fino da Bossa, programa da TV Record.

Em 1966, Jair participou do festival daquele ano com a música Disparada, de Geraldo Vandré e Théo de Barros, desta vez em conjunto com o Quarteto Novo. Conhecido por cantar sambas, Jair surpreendeu o público com uma linda interpretação da canção. Disparada e A Banda, de Chico Buarque e interpretada por Nara Leão, eram favoritas. O festival acabou empatado. A partir daquele momento, sua carreira decolou e seu talento assegurou décadas de sucesso ao cantor. Jair lançou um álbum por ano e interpretou sucessos como O Menino da Porteira, Boi da Cara Preta e Majestade o Sabiá. Realizou turnês pela Europa, Estados Unidos e Japão. Em 1971, gravou o samba-enredo Festa para um Rei Negro, da Acadêmicos do Salgueiro, do Rio de Janeiro.

Nas décadas seguintes, sua produção diminuiu de volume; entretanto, Jair Rodrigues continua conhecido por sua grande energia e sua alegria contagiante.

É considerado pela crítica músical brasileira e internacional o Rei da Música Negra, já sendo conhecido internacionalmente, é um dos músicos brasileiros mais conhecidos do mundo.

Segundo o site G1 informou, em nota publicada no Facebook, às 10h44, Jair Rodrigues faleceu no dia 8 de maio de 2014. As informações ainda estão incompletas.

Fonte: Wikipedia e Rádio Jornal AM Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário