Publicidade

Amigos embriagados assaltam Correios no Sertão de Pernambuco

 
Acima, a arma do crime e o dinheiro roubado; abaixo, a
agência de Quixaba (Foto: Reprodução/TV Globo)


Imagens divulgadas nesta quinta-feira (31) pela Polícia Federal registram a ação de dois homens durante uma tentativa de assalto a uma agência dos Correios em Quixaba, no Sertão de Pernambuco. Segundo a polícia, os suspeitos estavam em um bar bebendo durante toda a manhã quando um deles teve a ideia do assalto. O caso ocorreu no dia 23 de outubro. Reconhecidos por moradores, eles ainda brigaram e foram presos em flagrante minutos depois da ação – um deles estava escondido em um buraco e o outro ia para casa trocar de camisa para tentar despistar a polícia.



De acordo com a Polícia Federal, os dois amigos estavam embriagados e são bastante conhecidos na cidade. Um deles tem 29 anos e o outro, 28. A PF disse que eles entraram na agência e anunciaram o assalto. "O gerente quase não acreditou. As duas pessoas eram conhecidas na localidade, pelo gerente e pelas próprias pessoas que estavam efetuando pagamentos lá. Eram clientes, estavam de cara limpa, sem proteger suas identidades, e totalmente embriagados", contou o chefe de comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro.

Ele informou também que os suspeitos levaram R$ 9,2 mil do caixa e, de forma violenta, ainda roubaram dinheiro de alguns funcionários e clientes. No momento da prisão um dos assaltantes chegou a apontar a arma para os policiais. Depois fugiram.Segundo Santoro, eles foram reconhecidos imediatamente pelos funcionários. Antes da prisão, os dois ainda tiveram tempo para uma briga por causa da quantia a que cada um teria direito. "Por ter entrado na agência e ter a arma, e o outro só ter recolhido o dinheiro, ele se achava na condição de ficar com a maior parte do dinheiro. Foram às vias de fato, foi preciso interferência para evitar lesão corporal", explicou Santoro.

Toda a quantia roubada foi recuperada e o revólver calibre 32 foi apreendido. Os assaltantes foram levados para a delegacia.

G1 PE

Comentários

Publicidade