terça-feira, 3 de julho de 2018

Meta é tirar Lula da cadeia em agosto, diz Gleisi


A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, continua otimista quanto à situação do ex-presidente Lula, que se encontra preso desde o último dia 7 de abril, na sede da Polícia Federal, em Curitiba. Durante uma entrevista ao Diário Catarinense, Hoffmann afirmou que “a meta é tirar o Lula de onde ele está no início de agosto”.

A senadora falou que não há justificativa para Lula continuar preso. “Tendo em vista que ele está preso sem provas, num processo que nem o crime está bem tipificado, é uma injustiça o Lula continuar preso. Então, todo nosso esforço jurídico será nesse sentido, de no início de agosto liberarmos o Lula”, declarou.

Gleisi também avisou que o PT vai registrar a candidatura de Lula no dia 15 de agosto. “Vamos brigar pela candidatura. Não estamos fazendo chicana, não estamos fazendo por fazer. Acreditamos, primeiro, na inocência dele, segundo no apoio popular que ele tem, que é forte, e terceiro que achamos que ele é o nome com condições de conduzir uma saída para o Brasil. Ele já governou esse país. Vamos lutar com tudo que temos para manter a candidatura e ele ser o próximo presidente”.

Nesta terça-feira (3), foi divulgada mais uma carta assinada por Lula. No texto, ele reforça que é inocente e que não cometeu nenhum crime. Ele também garante que é candidato a presidente da República. “Não cometi nenhum crime. Repito: não cometi nenhum crime. Por isso, até que apresentem pelo menos uma prova material que macule minha inocência, sou candidato a Presidente da República. Desafio meus acusadores a apresentar esta prova até o dia 15 de agosto deste ano quando minha candidatura será registrada na Justiça Eleitoral”, reiterou.

LeiaJá


0 comentários:

Postar um comentário