sexta-feira, 27 de abril de 2018

PF erradica 30 mil pés de maconha em Belém do São Francisco, no Sertão de PE


Este ano, já foram erradicados 256 mil pés de maconha, 85 toneladas deixaram de ser produzidas (Foto: PF/Divulgação)

Uma ação conjunta da Polícia Federal em Salgueiro e da Polícia Civil de Petrolina erradicou cerca de 30 mil pés de maconha na região conhecida como Ibó no Sertão Pernambuco, no Sertão do Estado. Ninguém foi preso. Assim que os policiais federais e civis chegaram no local de plantio, os suspeitos de tráfico fugiram.

De acordo com a PF, o combate consecutivo do plantio tem contibuido significativamente para o desabastecimento dos pontos de venda de droga no estado e em estados vizinhos do Nordeste. Cada ponto de venda de droga desabastecido, significa um foco a menos de violência para a população pernambucana. Este ano, já foram erradicados 256 mil pés de maconha, 85 toneladas deixaram de ser produzidas, 105 mil mudas foram destruídas e apreendidas 43 quilos de maconha pronta para consumo.


Na última quinta-feira, a Delegacia de Delegacia de Repressão a Entorpecentes da PF, incinerou vários tipos de drogas, apreendidas durante a investigação de vinte inquéritos policiais envolvendo tráfico de entorpecentes. A ação foi realizada em uma indústria em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife, e contou com a presença da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa). Na ocasião foram destruídas cerca de 250Kg de entorpecentes, 193 quilos de maconha, 28 quilos de cocaína e 27 quilos de skanke e haxixe.

A PF lembra que os agentes federais trabalham desenvolvendo ações de repressão ao tráfico internacional de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes e nos Portos do Recife e de Suape, barreiras policiais nas rodovias fiscalizam ônibus e veículos com a ajuda de cães farejadores. Além disso, conta ainda com a equipe do serviço de inteligência policial visando desarticular grandes quadrilhas interestaduais com o objetivo de prender os principais fornecedores de drogas através das rodovias, principalmente aquelas que dão acesso ao estado.

Diário de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário