quarta-feira, 18 de abril de 2018

Mulher morta após ser sugada por janela de avião era executiva de 43 anos

Executiva Jennifer Riordan morreu em acidente com aeronave da Southwest Airlines, nos Estados Unidos (Foto: Marla Brose/The Albuquerque Journal via AP)

A relações públicas Jennifer Riordan, do Novo México, foi identificada nesta quarta-feira (18) como a vítima do incidente que provocou o pouso de emergência do avião da companhia Southwest Airlines no Aeroporto Internacional da Filadélfia, na terça-feira (17). Ela tinha 43 anos, era casada e deixou dois filhos, segundo a CNN.

Veículos americanos, como CNN e o jornal “The New York Post”, relatam que Jennifer foi parcialmente sugada para fora da aeronave após uma janela, perto de onde ela estava sentada, ter quebrado. A explosão de um motor do avião provocou danos na fuselagem e destroços atingiram a janela.

Colegas relataram à CNN que ela dedicou a vida à filantropia. Como vice-presidente de relações com a comunidade na empresa Wells Fargo (que presta serviços financeiros), em Albuquerque (Novo México), Riordan gerenciava o trabalho voluntário de mais de 1.000 funcionários desde 2008. A empresa afirmou em um comunicado que a funcionária era "amada e respeitada".

Pouso de emergência


O voo 1380 da SouthWest tinha decolado do aeroporto de LaGuardia, em Nova York, e após o problema no motor foi desviado para a Filadélfia, onde fez um pouso de emergência às 11h20 (local).

O passageiro Marty Martinez disse que uma senhora teve os braços e parte do corpo puxados na direção da janela: "Ela não ficou para fora da janela. As pessoas do banco de trás a seguraram, tentando mantê-la no lugar".

Ainda segundo Martinez, algumas pessoas tentaram fechar o buraco: "Elas estavam usando coletes salva-vidas e as coisas estavam simplesmente sendo sugadas para fora".

Acidente com motor em fevereiro

De acordo com a CNN, em fevereiro outro avião da Southwest teve problemas com um dos motores, que pegou fogo durante o voo. A aeronave precisou voltar para o aeroporto de Salt Lake City momentos depois da decolagem. A companhia declarou que a morte de Jennifer Riordan foi a primeira na sua história.

G1


0 comentários:

Postar um comentário