Publicidade
ESTE BLOG ESTÁ EM REFORMA. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO.

Maragogi (AL): Caribe brasileiro


De São Bento a Peroba, são nove praias distribuídas por 22 km de costa litorânea, repletas de vastos coqueirais. Cada praia tem seu diferencial. Há aquelas mais desertas e pouco frequentadas, ideais para aqueles que preferem pleno contato com a natureza e relax. Já para os que preferem mais badalação e infraestrutura, a praia central é bem movimentada e oferece grande diversidade de bares, restaurantes e lojas. Há também praias com pouco movimento turístico, mas com boa infraestrutura e bastante frequentadas pela população local, geralmente marisqueiras e pescadores. Nessas, as jangadas de pesca formam um cenário nativo e hospitaleiro, que muitos turistas apreciam.

Maragogi é o Caribe brasileiro, o segundo polo do setor, só perdendo para a capital Maceió. Localizado no extremo norte do Estado, em plena Costa dos Corais, fica cerca de 130 km de distância de Maceió e do Recife, tornando fácil o acesso a partir dessas duas importantes capitais.

O padroeiro do município é Santo Antônio, comemorado no dia 13 de junho, com uma tradicional procissão pelas ruas da cidade. Em novembro e dezembro, promove os Festivais da Lagosta (em Maragogi) e o da Mariscada (no povoado de São Bento), respectivamente.


Tem aproximadamente 100 meios de hospedagens (entre formais e informais) e 2.500 leitos. Seus dois resorts, o Salinas Maragogi All Inclusive Resort e o Grand Oca Maragogi, figuram entre os melhores do mundo.

Suas bacias hidrográficas são formadas pelos Rios Maragogi, Persinunga, Salgado e rio dos Paus. O Rio Maragogi nasce no Assentamento Samba, zona rural do município. É um rio com aproximadamente 20 km de extensão, baixo volume de água, que aumenta no inverno devido a grande área de várzea que armazena água e da influência das marés, dando origem aos manguezais.

Em meio a tantos atributos naturais, uma atração se destaca e extasia seus visitantes. São os arrecifes de coral, que na maré baixa formam as belas e famosas piscinas naturais. Essas formações coralinas integram a Área de Preservação Ambiental Costa dos Corais, que se estende de Paripueira, em Alagoas, até Tamandaré, em Pernambuco.

São quatro as áreas abertas à visitação: Galés, a quase 6 quilômetros do litoral (a mais conhecida e a mais requisitada), Taocas, Barra Grande e agora a de Ponta do Mangue. Mas todas incrivelmente belas. A riqueza da fauna e da flora local impressiona.

Logo na chegada às piscinas, os visitantes, em um primeiro momento, parecem não acreditar no que estão vivenciando. Passado o impacto inicial, começam a exploração do paraíso. Com snorkel e máscara de mergulho, a hora é de contemplação. Observar as diversas espécies de seres marinhos é deslumbrante, além de relaxante.

Tribuna Hoje-AL

Comentários

Publicidade