Publicidade

Feira apresenta equipamentos para quem deseja abrir uma pequena oficina


Empreendedores e profissionais da área de reparação de veículos, que planejam ter um negócio próprio, podem encontrar na Feira de Tecnologia Automotiva – Autonor 2015 todas as máquinas e equipamentos necessários para montar uma pequena oficina. No evento, que está sendo realizada no Centro de Convenções de Pernambuco, até o próximo sábado, estão em exposição não só equipamentos sofisticados e de alto custo, mas também itens mais acessíveis que possibilitam a implantação desde uma simples borracharia, até uma oficina especializada em injeção eletrônica, ou uma codificadora de chaves de ignição para veículos. A variedade de produtos é grande e vai desde um simples macaco jacaré até scanners que identificam na tela de um tablet ou smartphone os problemas do motor.

Um empreendedor interessado em prestar serviço de codificação de chaves, por exemplo, pode começar seu negócio investindo, aproximadamente, R$ 5 mil com os equipamentos básicos, incluindo a o equipamento de codificação de chaves, multímetro e caneta de polaridade. Para o profissional que quer trabalhar com injeção eletrônica, o investimento básico inicial é, em média, de R$ 7 mil, contendo teste de injeção eletrônica, caneta de polaridade, máquina de limpeza de bicos e multímetro.

Segundo João Queiroga, da distribuidora de equipamentos Luviscan, os preços dos equipamentos da indústria automotiva variam por conta dos fabricantes e a variedade de nacionais e importados é gigantesca”, afirma. Em razão disso, a pesquisa é fundamental e, durante a Autonor, isso pode ser feito no pavilhão de exposições onde encontram-se dezenas de expositores das mais diversas marcas.

De acordo com Paulo César, profissional da área que estava visitando a feira, os preços estão bem abaixo do mercado, sua intenção era apenas comprar um compressor, porém, com tantas facilidades, tá difícil segurar o ímpeto em melhorar seus equipamentos de trabalho. “Na crise quem não investe acaba ficando para trás”, destacou Paulo.

Os empreendedores que planejam abrir ou ampliar a sua oficina também encontram na feira o estande do Sebrae (Serviço de Apoio a Micro e Pequena Empresa), no qual os consultores da instituição podem dar orientação sobre a implantação e administração do negócio. Além disso, empresas como a Luviscan também dão treinamento para que o cliente possa usar os equipamentos de forma eficaz.

MG Comunicação Empresarial/Ascom Autonor

Comentários

Publicidade