Publicidade

Gabinete Itinerante leva a Procuradoria Geral para conversar com os membros do MPPE em todo o Estado


Aproximar a Procuradoria Geral de Justiça do promotor de Justiça. Este é o principal objetivo do Gabinete Itinerante, iniciativa do procurador-geral de Justiça, Carlos Guerra de Holanda, que está percorrendo as 14 Circunscrições Ministeriais para ouvir as demandas de cada Promotoria de Justiça e buscar soluções para todas elas. O Gabinete Itinerante está acompanhando as reuniões preparatórias da 7ª Reunião de Avaliação da Estratégia (RAE) que acontecem ao longo deste mês.

“Quando assumi a coordenação da Gestão Estratégica, senti a necessidade de ir a cada Circunscrição Ministerial para conversar de perto com os promotores de Justiça, sentir as necessidades de cada um deles e buscar soluções”, lembra Carlos Guerra. A iniciativa, que é inédita no Ministério Público de Pernambuco (MPPE), vem encontrando boa receptividade em todas as Circunscrições por onde o Gabinete Itinerante já passou. “Nenhuma demanda ficará sem resposta”, observa o procurador-geral de Justiça.

Para a coordenadora administrativa da sede da Promotoria de Justiça de Petrolina (Sertão do São Francisco), promotora de Justiça Ana Rúbia Carvalho, “o Gabinete Itinerante é uma ótima iniciativa porque demonstra o interesse do procurador-geral de Justiça em ouvir as demandas das Promotorias de Justiça de todo o Estado, além de conversar e se aproximar dos promotores de Justiça das mais diferentes regiões”.

De acordo com a promotora de Justiça Joana Cavalcanti de Lima, que atua na Promotoria de Justiça de Vitória de Santo Antão (Mata Sul), “esta iniciativa do procurador-geral de Justiça foi essencial, principalmente para os promotores de Justiça do interior do Estado, que não têm muita disponibilidade de se deslocar até o Recife. Com a presença do procurador-geral aqui, nós resolvemos várias situações na hora, sem burocracia”.

Na avaliação do promotor de Justiça Vandeci Souza Leite, da Promotoria de Serra Talhada (Sertão do Pajeú), “essa iniciativa é uma reivindicação antiga dos promotores do Interior para um maior relacionamento com a administração superior, que fica na Capital. A visita do procurador-geral de Justiça foi motivo de grande alegria para os promotores de Justiça da região”.

Quem também vê a iniciativa com bons olhos é o promotor de Justiça Aurinilton Leão, que atua na Promotoria de Afogados da Ingazeira (Sertão do Pajeú). “Esta iniciativa é muito relevante e cumpre uma promessa de campanha: a de aproximar o interior da Capital. A Capital deixa de ser o centro irradiador e o procurador-geral fica mais próximo dos problemas e soluções existentes no interior, porque uma coisa é receber um ofício no Gabinete e outra é ver de perto a realidade. Sem falar no canal de diálogo franco e aberto com o procurador-geral”, argumentou.

MPPE

Comentários

Publicidade