Publicidade

Sebrae promove rodada de negócios e Armazém do Artesanato na Fenearte

A Rodada de Negócios será realizada de 2 a 4 de julho. Já o Armazém Sebrae de Artesanato, vai apresentar a produção artesanal originária de 40 grupos produtivos trabalhados pela instituição no estado

O Sebrae em Pernambuco vai promover uma série de ações voltadas ao empreendedorismo dentro do segmento de artesanato durante a XVI Feira Nacional de Negócios do Artesanato, a Fenearte, que acontece de 2 a 12 de julho, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. “O Sebrae/PE vem com três linhas de trabalho na XVI edição da Fenearte: o Armazém de Artesanato, onde vamos trazer 40 grupos produtivos do estado; as rodadas de negócios, nas quais compradores de diversas regiões do País e também do exterior vêm conhecer o artesanato de Pernambuco e também fazer negócios; e no incentivo que vamos dar este ano ao subsidiar espaços na feira e também na Passarela dos Mestres”, disse a diretora técnica do Sebrae em Pernambuco, Ana Dias, durante a coletiva de imprensa para apresentação da XVI Fenearte, realizada no Centro de Artesanato de Pernambuco.

A participação do Sebrae na Fenearte além de conectar os artesãos locais com as possíveis formas de promover o seu negócio auxilia na formação desses empreendedores para o mercado consumidor. “O Sebrae é um grande parceiro do evento. Além do Armazém de Artesanato, para o qual trará mais de 40 grupos, ele também organiza a rodada de negócios com 25 compradores nacionais e seis internacionais e a expectativa de uma movimentação de R$ 5 milhões em compras”, disse o coordenador geral da Fenearte, Thiago Ângelus. “Este ano temos um recorde de países participantes. Chegamos a 51 países e também todos os estados e o Distrito Federal. Vamos trabalhar para que a gente consiga fazer do artesanato uma das pessoas do desenvolvimento de Pernambuco”, explicou o presidente da AD Diper, Jenner de Souza.

Rodada de Negócios – Considerada pelos artesãos como evento fundamental para incrementar as vendas de seus produtos, a Rodada de Negócios promovida desde a primeira Fenearte já está consolidada como espaço para realização de negócios nesse período. A ação realizada pelo Sebrae em Pernambuco vai ocupar o mezanino do Centro de Convenções com os encontros de negócios que serão realizados de 2 a 4 de julho, com a participação de 26 lojistas compradores vindos de vários estados do Brasil, a exemplo de São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Natal, Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador e Recife. Estima-se que sejam realizados R$ 5 milhões em negócios durante e após o evento, em um período estimado de 12 meses.

A proposta dessa Rodada de Negócios é aproximar compradores de fornecedores do segmento do artesanato, proporcionando conquistas de mercado durante e após o evento para os artesãos participantes.

Armazém Sebrae de Artesanato – O Sebrae de Pernambuco também estará presente na Fenearte por meio do Armazém Sebrae de Artesanato, espaço institucional de 210m² para a exposição e venda de produtos artesanais durante o período de realização da feira. Esse espaço do Sebrae este ano será no local onde funcionou o TOP 100, nos anos de 2014 e de 2013, na entrada da Feira, ao lado da bilheteria.

O local terá peças de 40 grupos produtivos atendidos pelo Sebrae, representando mais de 500 artesãos da Zona da Mata e Região Metropolitana do Recife, Mata Sul, Agreste Central, Agreste Meridional, Sertão do Pajeú e Sertão do São Francisco, representando 40 municípios dessas localidades.

Além disso, 50 estandes subsidiados pelo Sebrae irão compor a Galeria dos Mestres este ano, e 275 outros estarão distribuídos na feira. Todos eles com artesãos de Pernambuco, oriundos dos sete projetos de artesanato do Sebrae, desenvolvidos em todo o estado.

Homenagem – O mestre Ezequias, falecido este mês, será homenageado no Armazém Sebrae de Artesanato. O artesão, fundador da microempresa Anart Artesanato, era natural de Timbaúba/PE, mas residia há muitos anos no Recife, onde desenvolveu seu ofício. "Primogênito de 11 filhos, aprendeu com o pai o ofício de sapateiro, sem imaginar que viria a utilizar essas mesmas técnicas nas suas futuras criações com o endocarpo do coco", como descreve na sua biografia. Seu Ezequias aliava técnicas de transformação do coco e criava peças utilitárias e decorativas. Em 2013, obteve o título nacional do Top 100 Sebrae de Artesanato.

A proposta desse espaço é ter uma loja modelo, com produtos diferenciados dos projetos Sebrae de artesanato, além de lançamentos de produtos que estão sendo criados a partir de oficinas de design para o MEI, com uma linha de souvenir que está sendo trabalhada junto a esses empreendedores. Dessa forma, os produtos passarão por uma curadoria, e os gestores do Sebrae estarão responsáveis por essa função.

A Feira Nacional de Negócios do Artesanato é a maior feira do tipo e do segmento na América Latina, aliando cultura, gastronomia, moda, decoração e artesãos de Pernambuco, do Brasil e de mais 35 países. Com investimentos de aproximadamente R$ 5 milhões, e a possível geração de R$ 40 milhões durante e pós-evento, a feira movimenta a economia de todo o estado. São mil expositores à espera de mais de 320 mil pessoas nos 11 dias de feira. Os visitantes poderão percorrer 800 espaços, que estarão distribuídos em uma área total de 29 mil m².

Grupos de artesãos que estarão no Armazém Sebrae de Artesanato Pernambuco

RECIFE, REGIÃO METROPOLITANA E MATA NORTE – O Recife e a Região Metropolitana contarão com cerca de 260 artesãos para o evento. Além disso, ceramistas do Cabo de Santo Agostinho, São Vicente Férrer, Macaparana, Pontas de Pedras (Goiana) e Limoeiro também vão apresentar os seus produtos no estande institucional do Sebrae. Nessa área, artesanato em cerâmica, cestaria, fibra da bananeira e madeira, entre outros, estarão expostos e para venda.

AGRESTE CENTRAL E SETENTRIONAL

O Agreste Central e Setentrional do estado será representado por mais de oito grupos de artesãos. Essa região engloba diversos produtos que são símbolos da cultura Pernambucana, como os Papangus de Bezerros, os quais estarão presentes através de peças de intervenção de design, em papel marche e cole, e o grupo Pedra da Paixão, originários da região de Fazenda Nova, que produzem esculturas em Pedra Granito. Além disso, o grupo Negras de Fibra levará as suas peças com intervenção de design em fibra de bananeira, como colares, brincos e pulseiras.

Municípios: Porteira dos Bredos (Arcoverde); ABMAM – Associação dos Artesãos em Barro e Moradores do Alto do Moura (Caruaru); Mulheres de Argila (Caruaru); Papangus de Bezerros (Bezerros); Negras de Fibra (Lagoa dos Gatos); Grupo Tareco e Mariola (Belo Jardim); Grupo Pedra da Paixão (Fazenda Nova); Grupo Flor do Barro (Alto do Moura).

SERTÃO CENTRAL, DO MOXOTÓ, PAJEÚ E ITAPARICA

Os artesãos localizados no Sertão Central, do Moxotó, Pajeú e Itaparica têm como matérias-primas principais a madeira, o couro bovino, do bode e da tilápia. Atuam ainda com o artesanato têxtil. De forma mais secundária os artesãos também produzem renda, bijuterias, crochê e biscuit. Além disso, a pérola, outro produto da região, vem de Sertânia (Mestre Marcos e Mestre Ivo); e Ibimirim (Mestre Manoel e Mestre Nivaldo).

Municípios: Serra Talhada; Sertânia; Ibimirim; Petrolândia; Floresta; Tacaratu; Tuparetama; Moxotó; Pajeú; Itaparica.

AGRESTE MERIDIONAL

O Agreste Meridional irá contribuir com quatro mestres de artesanato. São eles: Glorineide Maria da Silva, Maria Bernadete Godoy, Suzemar Vilela e Adeildo Monteiro, além de 120 potenciais empreendedores. Entre os materiais das peças que serão levadas estão madeira, ferro, fio de cobre, produtos de reciclagem e o fuxico. Os artesãos produzem artigos de decoração, bonecas do cangaço, peças artesanais em geral e artigos para casa.

Municípios: Garanhuns, Buíque, Itaíba e Lajedo.

MATA SUL

A região da Mata Sul do estado será representada por artesãos que irão apresentar peças de decoração para cozinha e utilitárias. As criações são feitas a partir de matérias-primas como a fibra do coco, por exemplo. Serão apresentados ainda acessórios chamados de biojoias, produzidos pelo grupo Bio Artes de Ipojuca.

Municípios: Grupo Baobá (Ipojuca); Grupo Bio artes (Ipojuca); Grupo de artesãos de Gaibu (Gaibu); Grupo de Artesãos de Vitoria de Santo Antão.

SERTÃO DO SÃO FRANCISCO

O Sertão do São Francisco terá mais seis artesãos de Petrolina, além de uma caravana com expositores, no espaço do Sebrae este ano, com peças criadas a partir de materiais como madeira, cerâmica e pedra. A Associação Petrolinense de Arte e Cultura – APAC – Artesanato Trapiá irá expor uma coleção de peças inspirada no Sítio Arqueológico de Rajada e na Caatinga. Artesãos também apresentarão peças em pedra; Mandalas e bonecas regionais que remetem à cultura sertaneja e ao Vale do São Francisco – Bonecas Samba de Véio.

Municípios: APAC- Associação Petrolinense de Arte e Cultura (Petrolina).

Serviço

XVI FENEARTE
Período da Feira: De 02 a 12 de julho
Rodada de negócios: De 02 a 04 de julho, no Mezanino do Centro de Convenções de PE
Armazém Sebrae de Artesanato Pernambuco: De 02 a 12 de julho, ao lado da bilheteria, na entrada da feira
Local: Centro de Convenções de Pernambuco – Olinda/PE
Horário:
Das 14h às 22h: de segunda-feira a quinta-feira
Das 10h às 22h: de sexta-feira a domingo

Assessoria de Imprensa Sebrae-PE

Comentários

Publicidade