terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Familiares e amigos de professora e filho assassinados protestam no Recife

Ela foi morta junto com o filho. Foto: Facebook/Reprodução

Familiares e amigos da professora Sandra Lúcia Fernandes, de 48 anos e do filho dela, Icauã Rodrigues, de 10 anos, assassinados no domingo passado em Olinda, realizam na manhã desta terça-feiraum ato contra a violência. O protesto acontece na Praça Tiradentes, localizada entre o Cais do Apolo e a Rua do Brum, no Recife.

Depois de uma discussão, o desempregado Marcos Aurélio Barbosa da Silva, 23, esfaqueou a professora dentro do apartamento dela, em Jardim Atlântico. Os gritos de pedidos de socorro foram ouvidos pelos vizinhos. Icauã pedia para Marcos não matar a mãe. Por esse motivo, acabou sendo vítima também.

Mãe e filhos foram mortos com oito facadas cada um. Sandra, que militava pelo fim da violência contra a mulher, agora entrará na triste estatística da violência contra a mulher, que fez 251 vítimas do estado em 2013 e 21 somente em janeiro deste ano.


Segundo os vizinhos de Sandra, a briga no apartamento dela teve início no fim da noite do domingo, quando o casal teria chegado de uma prévia de carnaval. “Estava faltando energia no bairro quando escutamos os gritos da confusão. Várias pessoas ouviram os pedidos de socorro e o menino implorando para o rapaz não matar a mãe dele. Pouco tempo depois o homem desceu sujo de sangue e disse que o menino teria quebrado o pé e foi embora. No entanto, mãe e filhos já estavam mortos”, contou um vizinho sem se identificar. Sandra tinha outro filho de 23 anos, que não estava em casa no momento do crime. Marcos deixou o apartamento e foi para a casa dos pais, em Maranguape I, Paulista, onde estava dormindo quando a polícia o encontrou. Ele foi preso e levado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde confessou as mortes e disse ter agido por ciúme da companheira. À polícia, Marcos Aurélio disse que teria visto a mulher com outro homem, o que o deixou irritado.

Ontem à tarde, parentes e amigos de Sandra e Icauã se despediram dos dois no Cemitério Morada da Paz, em Paulista. “Sandra era uma pessoa incrível e Icauã um menino muito educado e carinhoso. Ele adorava futebol e torcia pelo Sport. Faz 15 dias que estive com eles, inclusive Marcos estava presente também. Todo mundo ficou surpreso com essa atitude dele”, relatou o professor e amigo da vítima Flávio Giló.

Fonte: Diário de Pernambuco