Publicidade

Wilson Damázio coloca à disposição o cargo de secretário de Defesa Social de Pernambuco, após declarações polêmicas em entrevista


Após entrevista publicada, nesta sexta-feira (19), no Jornal do Commercio, o secretário de Defesa Social de Pernambuco, Wilson Damázio, colocou o cargo à disposição do governador Eduardo Campos.

A série de reportagem intitulada “Casa Grande & Senzada – 80 anos” trouxe à tona a temática de prostitutas e usuárias do crack no Grande Recife. Em entrevista à reporter Fabiana Moraes, o secretário deu declarações como: “Não sei por que mulher gosta tanto de farda” e ” (…) desvio de conduta a gente tem em todo lugar. Tem na casa da gente, tem um irmão que é homossexual, tem outro que é ladrão, entendeu”.

Confira, na íntegra, a nota divulgada à imprensa:

"Eu, Wilson Damázio, Secretário de Defesa Social, com relação às declarações a mim atribuídas em reportagem do caderno Cidades do Jornal do Commercio de hoje, dirijo-me à sociedade pernambucana para declarar que as mesmas não constituem meu pensamento nem minha visão do mundo, razão pela qual repilo os termos e peço desculpas a todos aqueles que porventura tenham se sentido ofendidos.

Esclareço ainda que a entrevista que embasou a reportagem foi interrompida em vários momentos, como a própria autora relata, permitindo o desenvolvimento, nesses intervalos, de conversações informais, em tom de brincadeira e termos que, reconheço, foram inapropriados e inadequados.

Reafirmo, por fim, que se as palavras, como é fato, não representam minhas ideias nem minha história de vida, muito menos ainda, podem ser confundidas com as políticas desenvolvidas pelo Governo do Estado que vem revolucionando a Segurança Pública no Brasil com transparências, práticas cidadãs além de total e absoluta intolerância com qualquer conduta contrária aos direitos humanos, à liberdade de expressão e à proteção dos direitos individuais da pessoa humana.

Para proteger o governo e o seu legado, informo que já coloquei o cargo à disposição do governador Eduardo Campos.

Recife, 19 de dezembro de 2013
WILSON DAMÁZIO"

O deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD), natural de Floresta, repudiou, em postagem na sua fan page da rede social Facebook, algumas declarações do secretário estadual em relação às mulheres de Floresta. Veja a íntegra da declaração do parlamentar:

"Hoje li com estranheza a entrevista do ilustre secretário de Defesa Social do Estado, Dr. Wilson Damazio, no Jornal do Commercio, em que, abordando questão da exploração sexual, afirmou que as mulheres tinham "fetiche com homens fardados", e que em "Floresta, mulheres casadas e que tinham namorado ficavam sassaricadas" e se relacionavam com ele e seus colegas. Que infelicidade!
Admiro o trabalho do secretario à frente da pasta. Tenho ele como um amigo sempre solidário com as demandas de nossa região. Antes de escrever essa postagem tentei falar com ele para solicitar algum esclarecimento, o que não consegui.
Pois bem, não posso me manter calado diante de enorme bobagem e injustiça às mulheres florestanas.
A forma como a entrevista se deu foi toda ela imprópria, com considerações desnecessárias e palavrão.
Não farei dele por essa falha alguém insensível. Mas é necessário que haja uma retratação rápida do comentário infeliz feito.
Já liguei para o secretario da Casa Civil, Dr. Tadeu Alencar, e pedi que isso fosse feito.
Na hora em que há a citação específica das mulheres de floresta, há uma discriminação sem sentido.
As mulheres de floresta, além de bonitas, são mulheres de caráter, honestas, que merecem respeito!
Não há característica negativa específica das florestanas que mereça destaque pelo secretario.
Não entendi tamanha besteira!
O povo florestano repudia sua postura."

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fontes: Rádio Jornal e Facebook Rodrigo Novaes

Comentários

Publicidade