Publicidade

Mais de 100 policiais militares foram assassinados no RJ em 2016


Sá em 2016, mais de 100 policiais militares foram assassinados no Rio de Janeiro. Esse número inclui os que estavam de serviço e de folga. Nesta quinta-feira (24), mais dois policiais militares foram baleados e morreram.

O soldado Antônio Bernardo da Silva Neto, de 28 anos, foi baleado no fim da noite de quinta-feira. Ele estava na Rua Silva Neto, em Realengo, na Zona Oeste da cidade. O PM foi atingido no abdômen e nas costas e levado para o Hospital Albert Schweitzer, mas não resistiu e morreu. Ele trabalhava na UPP São Carlos, no Estácio, Região Central do Rio.

No início da tarde, o policial Roberto Leal Ramos, que estava de folga, morreu depois de reagir a um assalto a uma loja na Avenida Duque de Caxias, no Centro de Caxias, na Baixada Fluminense. Ele era 3º sargento da Polícia Militar e trabalhava no Batalhão do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste.


Testemunhas contaram que o PM entrou em uma loja de conserto de celular que estava sendo assaltado por três criminosos. Ele reagiu, acabou sendo baleado no peito e morreu na hora. Os criminosos fugiram.

Nas redes sociais, parentes e amigos publicaram homenagens ao sargento. A esposa dele escreveu: "Minha vida acabou hoje...Meu amor, meu amigo, meu tudo foi assassinado hoje. Tiraram tudo de mim."

Uma amiga postou: "infelizmente, tivemos a perda de um grande homem, um pai de família...".

Por G1 Rio

Comentários

Publicidade