Publicidade

Rodrigo Novaes analisa a sessão que decidiu continuidade do impeachment de Dilma Rousseff

“A população não possui o hábito de acompanhar a política, e depois da sessão histórica de ontem fico imaginando qual a impressão das pessoas sobre aqueles pronunciamentos inconsistentes e argumentações ridículas”, disse o parlamentar pernambucano (Foto: Roberto Soares/Alepe)

O deputado Rodrigo Novaes (PSD) participou, nesta segunda-feira (18/04), com os parlamentares da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), do debate sobre a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, aprovado pela Câmara dos Deputados, no último domingo (17/04).

Na ocasião, Novaes destacou a falta de conexão entre a sociedade e a representação política. “A maioria dos parlamentares, que desejam o impeachment, não são movidos pelo sentimento de homens e mulheres comuns, que veem nesse impedimento uma forma de fazer o país caminhar sobre os trilhos da decência”, afirmou.

O deputado, também, lamentou a falta de líderes nacionais que representem bem o povo. “A população não possui o hábito de acompanhar a política, e depois da sessão histórica de ontem fico imaginando qual a impressão das pessoas sobre aqueles pronunciamentos inconsistentes e argumentações ridículas”, disse. Ele comentou ainda que é preciso uma reforma política. Mas, ressaltou que primeiro a qualidade de nossa representatividade deve ser melhorada.

Rodrigo Novaes parabenizou os deputados de Pernambuco pelos seus pronunciamentos durante a votação do impeachment. “Assisti a Silvio Costa (PT do B), Ricardo Teobaldo (PTN), Zeca Cavalcanti (PTB), com a mesma tranquilidade que escutei aos que foram favoráveis ao impedimento. É essencial ter coerência para construirmos uma política de qualidade”, finalizou.

Assessoria de Imprensa do Deputado Estadual Rodrigo Novaes

Comentários

Publicidade